Francisco e Pedro Balsemão abdicam do bónus anual devido à covid-19

Por a 22 de Junho de 2020

Balsemão pai e filhoFrancisco Pinto Balsemão e Francisco Pedro Balsemão, presidente do conselho de administração e administrador-delegado da Impresa, renunciaram ao  bónus anual que lhes seria atribuído pelo cumprimento dos objectivos referentes ao exercício do último ano.

No comunicado enviado à CMVM,  após a assembleia-geral de hoje, é dito que ambos prescindem da sua remuneração variável, devido à situação actual do país, provocada pelo covid-19.

No caso de Francisco Pedro Balsemão, que tem uma remuneração fixa anual de 280 mil euros, o bónus seria de 60 mil euros , três vezes o valor do seu salário mensal bruto. No caso do fundador do grupo, Francisco Pinto Balsemão, o bónus seria de 11,400 euros, uma vez e meia o valor do seu ordenado bruto mensal.

Na assembleia-geral de hoje foi também aprovada a proposta de aplicação de resultados, a qual propôs a transferência do resultado líquido positivo apurado no exercício para a conta de resultados transitados, bem como  “a proposta de aquisição pela Sociedade, ou por quaisquer Sociedades dependentes, actuais ou futuras, de acções próprias, até ao limite correspondente a 5% do capital social da Sociedade, incluindo direitos à sua aquisição ou atribuição sujeita a decisão do Conselho de Administração da Sociedade”.

 

Deixe aqui o seu comentário