Comunicar, Inovar, Humanizar!

Por a 12 de Junho de 2020
Margarida Guimarães, Chief Communications Officer da Unimagem

Margarida Guimarães, Chief Communications Officer da Unimagem

A Comunicação é sempre a primeira área a sofrer cortes, dizem os responsáveis desta área, na maioria das empresas.

Mas será que a crise que vivemos vai trazer ensinamentos e mudanças em relação a esta postura?

Mais do que nunca, em períodos de crise, comunicar é fundamental.

Mais do que nunca, nesta fase, a comunicação é uma das áreas mais críticas para as marcas, empresas, organismos, entidades e Estado.

Mais do que nunca, a comunicação deve ser regular, dinâmica, criativa e proactiva, mas também transparente, credível e útil e, mais do que tudo, deve ser humanizada.

Estamos a entrar na fase em que “recuperar” é a palavra chave. Sim, a economia é importante, é fundamental, mas as pessoas ganharam um valor diferenciado. A humanização da comunicação ganhou uma nova vida.

“As pessoas são o nosso activo mais importante!”

Uma frase dita e repetida por CEOs e directores de recursos humanos muitas vezes e há vários anos, mas, na prática, nos momentos difíceis os primeiros a ser penalizados são os recursos humanos e a área de Comunicação é das primeiras a sofrer com os cortes, reduções e contenção.

“A COVID-19 apanhou todos de surpresa!”

Nada é mais verdadeiro. Sabemos que quase todas as empresas e até os sectores mais prevenidos e bem preparados foram arrastados para um turbilhão, onde a necessidade de tomar decisões rápidas atropelou as decisões sensatas.

Mas a surpresa já passou, já todos tivemos tempo para repensar estratégias e erguer a cabeça. Para pôr em prática ideias alternativas e soluções inovadoras.

As crises também servem para isso, para aprender, para tirar lições, para nos reinventarmos.

E será que aprendemos alguma coisa com esta situação tão inusitada e que deixou o mundo quase paralisado? Será que conseguimos fazer uma leitura lúcida e útil de tudo isto?

Esperemos que sim, porque temos de conseguir olhar em frente e prosseguir.

É tempo de dar novos passos, trilhar caminhos alternativos, explorar outros terrenos e arriscar. É tempo de construir pontes e unir pessoas e projectos.

Para isso, é preciso comunicar e bem. É preciso entender esta nova fase da Comunicação onde as pessoas ganharam valor, porque a Comunicação só é relevante com as pessoas e feita para as pessoas. Uma comunicação que as envolva, que as valorize e que as considere o activo mais importante neste mundo diferente.

Uma Comunicação humanizada e emocional. É este o nosso desafio.

 

`*Por Margarida Guimarães, Chief Communications Officer da Unimagem

Deixe aqui o seu comentário