Bareme Rádio: Comercial alarga liderança

Por a 12 de Maio de 2020

Comercial ManhãsA Rádio Comercial reforça o estatuto de estação mais ouvida no país, alargando para 1,1 pontos percentuais a vantagem que a separa da RFM, numa vaga do Bareme Rádio que fica marcada por uma descida na audiência das principais estações de rádio. Após ter alcançado a fasquia dos 19% de Audiência Acumulada de Véspera (AAV) na primeira vaga deste ano, a estação do grupo Media Capital Rádios (MCR) desce, nesta segunda vaga de 2020, para os 17,1%. Apesar desta quebra de 1,9 pontos percentuais, a Comercial, que na primeira vaga detinha uma vantagem de apenas três décimas relativamente à sua principal concorrente, reforça a liderança já que a RFM regista uma quebra de 2,7 pontos percentuais ao descer dos 18,7% para os 16% de AAV.

Os valores agora obtidos pelas duas estações representam igualmente uma quebra comparativamente à vaga homólogo em 2019, altura em que a Comercial registava uma AAV de 18,9% (-1,8pp), enquanto a estação do grupo Renascença Multimédia estava nos 18,2% (-2,2pp).

A M80 segura também a posição como terceira rádio mais ouvida do país ao registar uma AAV de 6,7%, o que traduz uma descida de cinco décimas face aos 7,2% alcançados, quer na vaga anterior quer na vaga homóloga, pela estação do grupo MCR. Na quarta posição mantém-se a Renascença, com uma AAV de 5,6%, valor que corresponde a uma descida de quatro décimas entre vagas e de uma décima em comparação com a vaga homóloga em 2019. O top 5 das rádios mais ouvidas no país fica completo com a Antena 1, que desce dos 4,5% para os 4,2% entre as duas primeiras vagas de 2020, o que traduz uma quebra de nove décimas face aos 5,1% que registava na vaga homóloga.

Embora registe uma descida dos 3,7% para os 3,3%, a TSF sobe duas décimas em termos homólogos e isola-se agora na sexta posição, que dividia na primeira vaga com a Cidade FM, tendo a estação do grupo MCR descido dos 3,7% para os 2,7%, o que corresponde a uma diminuição de 0,1pp face à vaga homóloga. Segue-se a Mega Hits, que desce dos 2,9% registados na primeira vaga para os 2,5%, representando para a estação do grupo Renascença uma quebra de um ponto percentual face aos 3,5% de AAV que registava na segunda vaga do último ano.

No nono lugar mantém-se a Antena 3, que desce dos 2,1% para 1,8%, o mesmo valor que registava na vaga homóloga. Seguem-se a Smooth FM, com os mesmos 1% da vaga anterior (-0,1pp na comparação homóloga), a Rádio SIM, que entretanto foi descontinuada, com os mesmos 0,8%, e a Vodafone FM, com 0,4% (-0,1pp face à vaga anterior e o mesmo valor na comparação com a segunda vaga de 2019).

Analisando os resultados de audiência por grupos, a Media Capital Rádios mantém a liderança com uma AAV de 25,1%, o que corresponde a uma descida de 2,8 pontos percentuais comparativamente aos 27,9% alcançados na vaga anterior e de 3,5 pontos percentuais face aos 28,5% atingidos na vaga homóloga em 2019. Já o grupo Renascença Multimédia, que na última vaga se situava nos 26,8%, cai para os 23,3%, uma quebra de 3,5 pontos percentuais entre as duas vagas e de 3,1 pontos percentuais relativamente aos 26,4% que registava na segunda vaga do último ano. Com 6,2%, a RTP desce seis décimas face à vaga anterior e 1,1 pontos percentuais em comparação com a vaga homóloga.

Deixe aqui o seu comentário