Esta quinzena: Filipe Teotónio Pereira, pirataria e responsabilidade social

Por a 23 de Abril de 2020

K_mep-Mont_860A forma como as marcas estão a reagir ao actual contexto do mercado e o papel que podem desempenhar na sociedade para lá do negócio estão em foco no tema de capa desta quinzena do M&P. Nesta edição, destaque ainda para a entrevista a Filipe Teotónio Pereira, que assumiu em Fevereiro a direcção-geral da Nova Expressão. Fique a par dos temas da edição desta quinzena, numa edição do M&P em que os espaços de opinião são assinados por António Cunha Vaz (Cunha Vaz & Associados) e Ricardo Tomé (Media Capital Digital).

Temos margem para crescer e planeamos crescimento efectivo”

Filipe Teotónio Pereira assumiu em Fevereiro a direcção-geral da Nova Expressão, agência na qual ingressou em 2011 como director-geral de operações. Ao M&P explica os os objectivos e analisa o impacto da pandemia no mercado

Eu partilho, tu partilhas… eles já não compram

A crescente procura por informação no contexto de pandemia fez disparar uma ameaça aos meios de comunicação que tem vindo a ganhar expressão nos últimos meses: a pirataria através da partilha de versões em PDF das edições de jornais e revistas em grupos de WhatsApp. Duas dezenas de directores quiseram chamar a atenção para o problema

Especial – O Tempo da Responsabilidade Social

Marcas na linha da frente

Propósito. Poucas serão as marcas que, nos últimos anos, não terão repetido vezes sem conta a importância de ter um propósito alinhado com os valores que as representam, de assumir um papel na sociedade que não se esgote no negócio. Se há momento para o colocar em prática, é agora. Uma responsabilidade que assume um peso ainda maior em empresas que operam em sectores essenciais, como as telecomunicações, distribuição alimentar ou energia. O M&P quis saber como estão a responder à chamada algumas das marcas nesta “linha da frente”

Como a pandemia está a mudar o investimento

Além de essenciais para o país e para a economia, os sectores das telecomunicações, distribuição alimentar e energia albergam algumas das marcas com maior peso no investimento publicitário em Portugal. A forma como estão a ajustar as suas prioridades de marketing ajuda a sentir o pulso ao mercado

Deixe aqui o seu comentário