Audiências TV: Consumo televisivo recua pela primeira vez desde a primeira semana de Março

Por a 20 de Abril de 2020

Clipboard01

O regresso às actividades escolares, bem como algum abrandamento no isolamento social, conduzem a um recuo no consumo televisivo, que esta semana foi de 6h59m, ou seja menos 24 minutos do que o registado na semana da Páscoa, que foi recorde da audimetria.

Na repartição da audiência, o share do cabo subiu para os 37,8%; comportamento inverso apresentou a SIC ao descer para uma quota de 19,4%. Também os Outros, que inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos contraiu para os 14%, continuando no entanto a registar um share superior ao da TVI (13,8%) e ao da RTP1 (11,7%).

No top dos canais pagos mais vistos, o destaque vai para a subida do canal Fox ao terceiro lugar, tendo chegado ao melhor score do ano, com uma audiência de 63,9 mil telespectadores/dia. Também a Globo ascendeu ao meio da tabela, ultrapassando a TVI 24, que caiu para o sexto lugar, perdendo quase 8 mil telespectadores no espaço destes últimos sete dias. Nos lugares cimeiros, mas também a perder audiência, encontram-se a CMTV e a SIC Notícias.

Clipboard02

Na programação a novidade vai para a novela da TVI Quer o Destino/Especial, que quebrou a hegemonia da SIC das últimas semanas. O episódio de sábado em torno das aventuras dos Santa Cruz foi o quinto programa que reuniu mais audiência: 13,4%, valor que confere ainda o titulo do episódio mais visto desde a sua estreia no final de Março. Na liderança encontra-se Nazaré com 17,2% de audiência média; segue-se o Jornal da Noite. A terceira posição pertence a Isto é Gozar com Quem Trabalha, e a seguinte a Terra Brava.

Havas_media_groupA informação continua a dominar, mas os filmes e novelas começam a entrar nas rotinas dos telespectadores dos Pay TV. CM Jornal 13H lidera, mas no segundo lugar encontra-se o filme do Hollywood El Gringo com 236,7 mil telespectadores, o máximo obtido pelo canal em 2020.

Análise Data Insights do Havas Media Group

Deixe aqui o seu comentário