Supermercados em Portugal: Menos visitas, mais gastos e novas prioridades de compra

Por a 17 de Março de 2020

supermercadoOs portugueses mudaram o seu comportamento de consumo nos dois primeiros meses do ano, num cenário em que as notícias sobre o impacto do coronavírus estavam já a alastrar-se pelo mundo, avança o estudo Marcas+Consumidores realizado pela Kantar para a Centromarca, divulgado esta terça-feira.

Estes são os resultados de uma análise feita entre 1 de Janeiro e 23 de Fevereiro, que corresponde à fase em que os portugueses já estavam a assistir aos impactos do covid-19 no mundo. Os  primeiros casos confirmados em Portugal  só ocorreram no início de Março.

1. Gastos por compra aumentaram. Numa primeira fase em Janeiro, os gastos por acto de consumo aumentaram 8% (38,4 euros). Já numa segunda fase, durante o mês de Fevereiro, em que se multiplicam os casos confirmados fora de Portugal, os gastos sobem ainda mais por cada acto de compra, 13% o que equivale a um gasto de mais 39,4 euros por cada ida ao supermercado.

2. Menos idas ao supermercado. De igual forma registam-se mudanças na forma como consumimos, com as idas ao supermercado a reduzirem, mas a aumentar o gasto em cada compra, nas primeiras oito semanas do ano, os portugueses foram menos uma vez ao supermercado, face a igual período em 2019. Ainda assim, gastaram mais 11% em cada visita à loja, com um gasto superior em 38,9 euros.

3. As categorias que estão a crescer. No período em análise assistiu-se ao aumento do consumo de bens de alimentação e de bebidas (10%), de papel higiénico (8%), produtos de limpeza (7%) e de produtos de higiene e perfumaria (3%).

4. Mais compras online. Nestes dois primeiros meses do ano, os portugueses aumentaram ainda os gastos com compras online, para 60,5 euros de ticket médio de cada acto de compra, tendo, para além disso, comprado, em média, itens de um maior número de categorias de produto, agora 12,8, refere o mesmo estudo.

 

Deixe aqui o seu comentário