Escolas e centros de formação estão a apostar em cursos online

Por a 17 de Março de 2020

publicação_instagram-(simples)Com escolas e universidade encerradas, os agentes de ensino e formação estão a avançar com novas estratégias para manter o contacto com os formandos ou criando novas plataformas de formação.

A Lisbon Digital School acaba de colocar no mercado uma nova oferta de formações em marketing digital com o lançamento de um novo produto: cursos ao vivo, transmitidos online. Estes cursos em áreas como Linkedin, Social Media, Influencers Marketing, Facebook e Instagram Ads, Instagram Marketing ou Google Shopping, ,arrancam em Março e terão turmas de dimensão reduzida.

A componente prática dos cursos será mantida, uma vez que a plataforma usada permite a interacção com o professor e a realização dos exercícios no local onde o formando esteja a aceder.  Como explica Virgínia Coutinho, CEO da Lisbon Digital School, “Atendendo à conjuntura, quisemos não só dar resposta aos acontecimentos que estamos a presenciar, como também oferecer uma maior comodidade aos nossos alunos e a outros profissionais que queiram continuar a apostar na sua formação em marketing digital durante este período”.

Também o CEGOC vai avançar com um ciclo de webinares gratuitos com o mote Keep Calm and Start Learning, abordando temas como Smart Working, Remote Management, Crisis Comunication e Smart Learning. A 3 de Abril, às 11h30 Vanda Rosário, directora-geral da Ipsis vai explorar o tema Crisis Comunication: Gerir a Comunicação em Situações de Crise.

“Numa era pautada pelo excesso, a digitalização, os conteúdos virais, a disseminação de fake news e a divulgação instantânea e em massa de informação catapultada pelas redes sociais, é essencial aprender a lidar com uma circunstância de crise, seja qual for a sua natureza. Neste webinar um dos pontos a abordar será precisamente ajudar a criar um plano e o respectivo Manual de Gestão de Crise de modo a poder dar as melhores respostas, às pessoas certas, nas alturas adequadas e pelos canais apropriados aos diferentes stakeholders de cada organização”, comenta Vanda Rosário.

Um comentário

Deixe aqui o seu comentário