Para o bem de todos, o melhor de cada um

Por a 30 de Março de 2020
Tiago Simões, director de marketing da SonaeMC

Tiago Simões, director de marketing da SonaeMC

Há muitos anos que todos os domingos há um jantar de família em casa dos meus pais. Com o recolher obrigatório passou a acontecer à distância. O jantar de domingo acontece agora em três mesas em simultâneo e é motivo de alegria para todos… Se calhar até maior que em alguns dos domingos tradicionais 😊

São tempos muito novos. Completamente novos. Quando achávamos que a velocidade da mudança estava muito acelerada, eis que tudo mudou ainda mais rápido, de um dia para o outro. E na vertigem desta mudança, num mundo onde morrem milhares de pessoas por dia de uma causa única que atacou a humanidade de surpresa, a nossa prioridade é continuar a viver e combater o inimigo universal.

Num mundo, num momento em que até dizer adeus aos nossos mortos é feito à distância ou em grupos de dois, onde o Papa reza por milhões, para milhões numa praça vazia, são dias vazios cheios de novas e futuras realidades, algumas que já conseguimos intuir outras que só mais tarde vamos perceber.

Parece ficção científica, mas não é. É mesmo a realidade.

Para este combate, o que devem as marcas fazer? Mudar. Mudar o mais rápido possível. Mas no sentido certo. Para isso temos que perceber depressa e bem o que nos rodeia, o impacto nos clientes e nos colaboradores, a pirâmide de Maslow e que papel a nossa marca desempenha nas suas bases.

Assim, agilidade e propósito, palavras tão caras às tendências de marketing pré Covid-19, são hoje, mais que nunca, o que temos que ter presente no frenesim que vivemos…. no ‘recato’ do lar.

É na nossa capacidade de destilar rapidamente o que é relevante para as pessoas e para que pessoas, e na nossa capacidade de executar rapidamente, com processos novos, ferramentas digitais, criatividade prática e motivação à distância, que reside a chave para que as nossas marcas criem valor neste período e contribuam para que seja vivido o melhor possível.

O que é relevante para cada marca neste momento é muito diferente de sector para sector… Há muitas empresas que estão sem operar, outras que estão a operar com milhares de colaboradores em risco de contágio, outras que não podem falhar o seu nível de serviço que está em pressão máxima… Mas todas estão numa situação radicalmente diferente do que estavam ontem. E por isso, não há fórmulas para aplicar, nem experts, nem consultores. Há a nossa sensibilidade para ler a crise, para dar respostas e para agir com firmeza e agilidade, mas com menos liberdade para falhar…

Foi neste espírito que decidimos, mais uma vez pioneiros, retirar a comunicação promocional do ar, manter os horários de serviço e reforçar o Continente Online, reformatar as nossas lojas, lançar uma linha editorial nas redes sociais dedicada à rotina de improviso que hoje vivemos em nossas casas e lançar uma campanha televisiva a agradecer aos portugueses, que fazem, para o bem de todos, o melhor de cada um.

As marcas realmente importantes, as marcas com real significado, verificam-se nestes momentos e assumem a sua responsabilidade perante a sociedade. E se a marca é líder tem uma responsabilidade acrescida: tem que estar ainda mais presente, ser ainda mais referência de normalidade em dias atípicos e reconfigurados, tem, como nunca, que fazer mais , fazer o seu melhor para o bem de todos. A forma como se comporta nestes momentos, irá certamente impactar na forma como os consumidores a percebem depois do vírus ser vencido….

Mas tão negro como o dia de hoje, é como se afigura o dia de amanhã. De uma crise sanitária, passaremos para uma crise económica mundial. Não sabemos bem como nem quando vai ser, mas não vai ser bom.

É por isso fundamental prepararmos-nos para ela.  Mas estou convencido que vamos conseguir ultrapassar a crise económica mais rápido que qualquer outra, e que já amanhã, mais para o final do dia, vamos voltar a poder jantar juntos e abraçar-nos uns aos outros com um sorriso rasgado na cara…  Pois com esta situação que vivemos estamos a aprender a ser melhores do que nunca. Estamos, para o bem de todos, a dar o melhor de cada um.

*Por Tiago Simões, director de marketing da SonaeMC

Deixe aqui o seu comentário