APECATE pede que entidades públicas cumpram contratos

Por a 31 de Março de 2020

Antonio Marques VidalA APECATE (Associação Portuguesa de Empresas de Congressos, Animação Turística e Eventos) lançou um apelo a que todas as entidades públicas nacionais respeitem e cumpram os contratos assinados, no contexto da pandemia de covid-19.

A associação pede que as entidades efectuem atempadamente o pagamento de acordo com o calendário acordado, dos eventos já realizados e facturados, de forma “a injectar tesouraria em empresas neste momento muito deficitária”. Em relação aos eventos anulados, a associação exige o pagamento integral das actividades previstas e contratualizadas. No que toca aos eventos adiados, a APECATE pede o pagamento integral dos custos que não seja possível recuperar e o pagamento de pelo menos 50 por cento do valor contratualizado.

“Assim e em espírito de solidariedade, para que o futuro do sector e do país seja uma realidade, vimos apelar que os Municípios e outras entidades públicas estabeleçam normas de tesouraria, que no cumprimento estrito da lei, permita auxiliar as empresas deste sector”, aponta António Marques Vidal, presidente da APECATE.

Deixe aqui o seu comentário