Abanca vende posição na Media Capital para entrar na Cofina

Por a 4 de Fevereiro de 2020

AbancaO espanhol Abanca, com presença no mercado português, prepara-se para vender a posição de 5% que detém na Media Capital com vista à participação no aumento de capital da Cofina no âmbito do negócio de aquisição da dona da TVI. A informação é avançada pelo Expresso, que participou numa conferência de imprensa em Santiago de Compostela a convite do banco com sede na Corunha, onde fonte oficial esclareceu que o compromisso manifestado pelo Abanca passa por vender a sua posição na Media Capital no decurso da oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela Cofina, reinvestindo posteriormente a verba obtida na Cofina, através da participação no aumento de capital do grupo dono do Correio da Manhã e CMTV. “Vamos manter a nossa participação original. Não há um incremento adicional”, avançou, na conferência de imprensa e citado pelo Expresso, Juan Carlos Escotet, presidente da administração do Abanca, que em 2018 reforçou a presença no mercado português através da aquisição da unidade de banca de particulares do Deutsche Bank.

O investimento do Abanca na Cofina poderá rondar os 10 milhões de euros uma vez que a Cofina propõe na OPA que irá lançar o pagamento de 2,3336 euros por acção da Media Capital, valor que ainda poderá ser alvo de revisão após a conclusão da avaliação em curso por parte de um auditor independente. A confirmar-se o compromisso assumido pelo banco espanhol, a mesma verba será depois reinvestida no aumento de capital.

Recorde-se que a Cofina garantiu já, através de compromissos assumidos por vários accionistas, 70% do aumento de capital que, referia o grupo em comunicado enviado à CMVM, “visa o financiamento parcial da aquisição da participação directa da Promotora de Informaciones (Prisa) na Vertix, e indirecta na grupo Media Capital, bem como uma reestruturação da dívida do emitente após a aquisição desta sociedade”.

Também na última semana, os accionistas da Prisa aprovaram, em assembleia-geral extraordinária, a venda da Media Capital, dando luz verde à alienação de 100% do capital da Vertix SGPS à Cofina, o que “implica a transmissão indirecta de 94,69% do capital do grupo Media Capital SGPS, SA”.

Deixe aqui o seu comentário