Autoridade da Concorrência confirma não oposição ao negócio Cofina/Media Capital

Por a 2 de Janeiro de 2020
Octávio Ribeiro, Luís Santana e Paulo Fernandes (Cofina)

Octávio Ribeiro, Luís Santana e Paulo Fernandes (Cofina)

A Autoridade da Concorrência (AdC) divulgou esta segunda-feira que não se opõe à compra da Media Capital pela Cofina, confirmando um projecto de decisão emitido ainda em Dezembro.

“A Autoridade da Concorrência (AdC) decidiu hoje não se opor à operação de concentração que consiste na aquisição, pela Cofina SGPS, S.A., do controlo exclusivo sobre o Grupo Media Capital, SGPS, S.A.”, referiu o órgão.

“Após análise exaustiva, a AdC considera que a operação de concentração não é susceptível de criar entraves significativos à concorrência em qualquer um dos mercados relevantes considerados, entre os quais o dos canais de acesso não condicionado para televisão por subscrição, da imprensa e outros conteúdos digitais ou ainda no da publicidade”, refere a mesma nota.

A Autoridade da Concorrência admite que a futura Cofina-Media Capital “ficará com posições de relevo em vários mercados em que está envolvida”, considerando, porém, que essas posições “são prévias à operação de concentração” e “nos casos em que existe sobreposição, o acréscimo decorrente é pequeno, não suscitando preocupações jusconcorrenciais”.

“As actividades das partes sobrepõem-se, no lado dos utilizadores, nos mercados dos canais de acesso condicionado para televisão por subscrição, da imprensa e conteúdos digitais e, no lado dos anunciantes, nos mercados da publicidade televisiva e online. As alterações estruturais decorrentes destas sobreposições são de pequena dimensão e, consequentemente, não são susceptíveis de criar entraves significativos à concorrência”, destaca o mesmo comunicado.

Deixe aqui o seu comentário