8 competências de marketing para 2020

Por a 10 de Janeiro de 2020

Joana BarrosA análise de dados através do Big Data continuará a influenciar o sector de marketing em 2020. A interpretação e uso correctos desta informação permitem às empresas criar campanhas de marketing mais específicas e direccionadas para um objectivo concreto. Para este ano, espera-se uma grande solicitação de profissionais especializados nesta área, capazes de converter grandes quantidades de dados em conhecimentos significativos e processáveis. Contudo, esta não será a única tendência da área, pelo que identifico as competências de
marketing que serão mais requeridas em 2020.

1. Conhecer as perspectivas dos clientes através dos dados
Obter informação abrangente sobre as percepções dos clientes através dos dados é fundamental para qualquer estratégia. Especialistas que são capazes de traduzir, dirigir e compreender as perspectivas dos clientes, utilizando-as para criar uma estratégia de marketing sólida, são fundamentais.

2. Cálculo do ROI
Alcançar um retorno sustentável sobre o investimento (ROI, em inglês) é o objectivo de todas as empresas. Uma vez que o marketing desenvolve uma estratégia de negócio impulsionando o crescimento da organização, é essencial ter um ROI das suas actividades. Os orçamentos são alvo de análise detalhada e os líderes esperam cada vez mais retorno das estratégias de marketing. É essencial deter ferramentas que garantam a identificação e monitorização de KPI’s. Os profissionais que possuem uma visão clara dos indicadores a destacar, identificando também quais são as melhores ferramentas para os medir, serão uma mais valia para qualquer departamento de marketing.

3. Comunicar o ROI
Para além de atingir um bom ROI, é muito importante comunicá-lo internamente de forma constante e eficiente. Enquanto profissionais de Marketing, dedicamos tanto tempo a realizar as nossas acções, que por vezes nos esquecemos da importância de as comunicar aos outros departamentos da empresa. Neste contexto, a capacidade de comunicar os resultados e o sucesso é cada vez mais valorizada. É cada vez mais comum contar com a presença de
profissionais seniores especializados em marketing nos conselhos de administração e reuniões estratégicas de negócio. Assim, saber como comunicar o ROI é importante para garantir que o marketing tenha uma voz estratégica no negócio.

4. Comunicação interna
Os profissionais da actualidade são cada vez mais exigentes, exigindo das organizações princípios como transparência, defesa de valores e filosofia e reconhecimento do sucesso dos seus colaboradores. Assim, estamos a presenciar uma crescente procura de especialistas em comunicação interna, gestão da mudança, projectos de employee value proposition. Estes profissionais desempenham um papel essencial no desenvolvimento de uma estratégia organizacional e na partilha de mensagens-chave que garantem que o talento se mantenha seja motivado, comprometido com a empresa e focado nas recompensas.

5. Gestão da marca
Os brand managers são responsáveis por uma gestão 360º do manual da marca, fundamental num mercado que está a viver constantes mudanças e aumento da concorrência. Estes profissionais definem o ritmo a que uma marca se move e a velocidade com que reage à procura do consumidor. Estas acções influenciam o desempenho da marca, sendo um ponto determinando para o seu sucesso. Considerando que o propósito de experiência de um brand manager abrange uma grande variedade de recursos especializados de Marketing, como campanhas B2B/B2C, gestão de redes sociais e desenvolvimento de novos produtos/marcas, apresentar competências de gestão de marca é fundamental.

6. Relações públicas
As campanhas de relações públicas ganham cada vez mais destaque, impulsionadas pela necessidade de ser constantemente criativo e inovador. Fortes campanhas de PR permitem às empresas alcançar novos targets e um público mais passivo. Também são importantes para fazer a marca de uma empresa estar presente no mercado e na opinião pública. Em última análise, um especialista em media com excelentes competências permitirá à marca reforçar a sua interacção com jornalistas, influencers e consumidores.

7. Escrita de textos publicitários (copywriting)
Conteúdo conciso, envolvente e focado tem sido durante muito tempo um objectivo fundamental para muitas empresas. Em plena transformação digital do marketing tradicional, ter a capacidade de criar textos com um tone of voice apropriado para o público-alvo da empresa tem adquirido cada vez mais relevante.

8. Gestão das relações com as partes interessadas
Uma gestão eficaz das relações com as partes interessadas ajuda a facilitar uma total harmonia dentro de uma empresa. Por exemplo, à medida que um maior número de empresas adoptam um modelo de trabalho flexível, uma comunicação regular e eficaz em torno do que isso significa na prática, é fundamental. Simplificando, uma boa gestão das partes interessadas facilita o sucesso e o marketing deve ser cada vez mais visto como um verdadeiro business partner, que traz valor acrescentado para o negócio.

Por fim, não podemos descurar a crescente importância das soft skills. As competências comportamentais podem marcar a diferença nos perfis de Marketing, provavelmente até mais do que em áreas como a financeira ou tecnologias. Neste contexto, o maior desafio é encontrar um candidato que, além de possuir as competências técnicas necessárias, descritas anteriormente, tenha uma boa capacidade de adaptação à empresa, à equipa e ao cliente, para poder vender o produto ou serviço da sua empresa.

Artigo de opinião de Joana Barros, senior marketing executive da Michael Page

Deixe aqui o seu comentário