Sandra Felgueiras põe em causa suspensão do Sexta às 9 durante a campanha para as legislativas

Por a 4 de Dezembro de 2019

sandra felgueirasA jornalista da RTP Sandra Felgueiras garante que “era possível” ter emitido o programa “Sexta às 9” em 13 de Setembro com o tema do lítio, acrescentando que antes o programa nunca tinha sido suspenso durante campanhas eleitorais. Maria Flor Pedroso e Gonçalo Reis também foram ouvidos na comissão de Cultura e Comunicação, na Assembleia da República esta terça-feira.

“Se me perguntam directamente se era possível fazer o programa Sexta às 9 durante o mês de Setembro, a minha resposta é ‘sim, era possível com o lítio'”, disse Sandra Felgueiras, citada pela Lusa. A jornalista acrescentou que “nunca em oito anos de coordenação” do Sexta às 9, o programa teve “uma suspensão durante um acto eleitoral”. A reportagem sobre o caso do lítio só iria para o ar em Outubro, após as legislativas.

Já Maria Flor Pedroso recusou qualquer interferência no caso. “Esta direcção de informação não guarda notícias na gaveta. À direcção de informação, à coordenação da RTP, não chegou a informação de que havia a notícia X e que estava pronta para ir para o ar”, disse Maria Flor Pedroso no Parlamento.

Sandra Felgueiras comentou ainda a decisão de suspender o seu programa durante a campanha para as legislativas. “Foi-me dito que iria haver ajustes em função da campanha eleitoral. O que eu reparo e que vejo é que de facto os ajustes que houve foi apenas no dia 6 [de Setembro]. No dia 13 não houve nada, no dia 28 houve um programa Eu, cidadão, curiosamente feito por Cândida Pinto, dia 26 não houve nenhum especial sobre Tancos apesar de o programa Sexta às 9 ter sido o amplo difusor de um caso que o Ministério Público acabou por confirmar em acusação pública”, prosseguiu a jornalista, citada pela Lusa.

Por sua vez Gonçalo Reis, presidente do conselho de administração, assegurou: “Temos toda a confiança na direção de Informação, mas também na coordenação do Sexta às 9. Tal como a direcção de informação nos tem dito, o programa é para continuar e com a Sandra Felgueiras”.

Deixe aqui o seu comentário