Fnac troca plástico por sacos de papel ilustrados

Por a 4 de Novembro de 2019

unnamedCatarina Sobral, Leonor Zamith, Bernardo Carvalho e João Fazenda são os quatro ilustradores portugueses cujo trabalho ocupará os novos sacos de papel da cadeia de lojas Fnac. A ilustração alterna a cada três meses, arrancando com os sacos assinados por Leonor Zamith. O objectivo é “progressivamente deixar de disponibilizar sacos de plásticos, apresentando soluções alternativas”, que contam já com os sacos reutilizáveis de pano e tela.

“Ao disponibilizar três alternativas mais sustentáveis aos nossos clientes, a Fnac pretende não só eliminar o plástico, como estimular o resurso aos sacos reutilizáveis, como forma de reduzir o consumo. E mais ainda, com a adopção desta medida encontrámos novos caminhos para promover a cultura em Portugal”, sublinha Inês Condeço, directora de comunicação da insígnia, referindo-se ao facto de a medida permitir igualmente angariar verbas para ajudar o financiamento de projectos dedicados à resolução de questões culturais, sociais e ambientais. Os sacos têm um custo de 10 cêntimos, dos quais um cêntimo reverte a favor da Cultura Fnac para o apoio de iniciativas de responsabilidade ambiental e cultural.

Além disso, os quatro ilustradores que assinam os sacos constituem o primeiro júri Novos Talentos Fnac Ilustração, nova categoria que em 2020 se junta à Escrita, Música, Cinema e Fotografia no Concurso Novos Talentos Fnac.

Deixe aqui o seu comentário