Disney+ chega aos 10 milhões de subscritores em dia de estreia

Por a 14 de Novembro de 2019

Disney+Apesar dos problemas de acesso a envolver a estreia do Disney+, que arrancou esta quarta-feira nos EUA, o serviço de streaming da Disney terá atingido a fasquia dos 10 milhões de subscritores no dia de estreia. Os dados foram avançados pela própria empresa, que não esclarece se estão em causa assinaturas pagas mensal ou anualmente, gratuitas ou com desconto para subscrição prolongada, sendo que em todas as subscrições há um período experimental gratuito de sete dias. Ainda assim, os números superaram as expectativas dos analistas, que apontavam um prazo de um ano como necessário para que o novo player do mercado OTT alcançasse a fasquia dos 10 milhões de subscritores. O objectivo está traçado: alcançar entre 60 e 90 milhões de assinantes até 2024.

Para atingir essa meta, o catálogo da Disney será um dos principais trunfos da plataforma, em rota directa de concorrência com outros serviços OTT também já disponíveis no mercado português como o Netflix, Amazon Prime Video, HBO ou Apple TV+. O Disney+ aponta de imediato aos fãs das sagas mais icónicas das suas propriedades intelectuais, sendo The Mandalorian, integrada no universo Star Wars, a primeira série original e exclusiva da plataforma de streaming própria da Walt Disney Company, que apostará igualmente na produção de séries originais sob a chancela da Marvel.

A plataforma disponibiliza também desde o primeiro momento todas as 30 temporadas de Os Simpsons, além de mais de meio milhar de filmes de animação do portfólio Disney e Pixar, a par de todos os filmes produzidos até agora sob a chancela da Marvel e a saga completa de Star Wars. Um catálogo que será reforçado ao nível do cinema com “blockbusters de 2019 em diante” e com a promessa de lançamento de mais de 25 séries originais e 10 filmes, documentários e especiais produzidos em exclusivo para a plataforma durante o primeiro ano.

Após a estreia no mercado norte-americano, a par de Canadá e Holanda, a plataforma chega no próximo dia 19 à Austrália e Nova Zelândia, seguindo com a expansão para outros países europeus no próximo dia 31 de Março de 2020, data em que passará a estar disponível no Reino Unido, em Espanha, França, Itália e Alemanha. Em Portugal, apesar de já ter sido colocado no ar um site de apresentação do Disney+, ainda não é conhecida a data de lançamento da plataforma. No entanto, é esperado que, após o dia 31 de Março, a expansão para os restantes mercados europeus seja rápida.

Deixe aqui o seu comentário