Auto Regulação Publicitária dá razão à NOS no recurso da campanha 5G (com vídeo)

Por a 28 de Novembro de 2019

NOSA Auto Regulação Publicitária deu razão à NOS no recurso sobre uma campanha publicitária sobre um tarifário móvel 5G, revogando a decisão anterior de cessar a sua divulgação, avançou a agência Lusa. A campanha foi criada pela Havas Lisboa, com produção da Ministério dos Filmes.

Em causa está a campanha “NOS Apresenta – Uma geração sem limites”, onde é promovido um tarifário móvel 5G para como sendo “a 5ª geração de internet móvel”, “sem limites de dados, chamadas e SMS”, situação que originou uma queixa do Meo acusando o concorrente de que a campanha “constitui publicidade enganosa e como tal ilícita”.

A Meo tinha apresentado uma queixa junto do Júri de Ética Publicitária da Auto Regulação Publicitária, tendo a entidade de Auto Regulação Publicitária deliberado, em 30 de Outubro, que aquela constituía “uma prática comercial enganosa”, pelo que “a sua divulgação” deveria “cessar de imediato e não deverá ser reposta, seja em que suporte for”.

A NOS recorreu da decisão e agora a Auto Regulação Publicitária veio dar-lhe razão. “Não se vislumbra minimamente qualquer falta ao dever de actuar com veracidade – a anunciante NOS disse estar pronta para o 5G e nada existe que coloque em causa a fidedignidade de tal afirmação”, refere a deliberação mais recente, datada de 26 de Novembro.

Deixe aqui o seu comentário