Nuno Artur Silva entra no novo governo de António Costa

Por a 21 de Outubro de 2019

nuno artur silvaO novo governo de António Costa vai incluir uma nova secretaria de Estado do Cinema, Audiovisual e Média, sob tutela do Ministério da Cultura. À frente da pasta fica Nuno Artur Silva, até aqui responsável pelo Canal Q e pelas Produções Fictícias.

No anterior mandato, o ministério de Graça Fonseca contava apenas com uma secretaria de Estado. Agora Ângela Ferreira passa de secretária de Estado da Cultura a secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, ficando o ex-administrador da RTP com a área do  Cinema, Audiovisual e Media. Tradicionalmente a área da comunicação social ficava na Presidência do Conselho de Ministros, apesar de caber à Cultura o acompanhamento da rádio e televisão públicas e apoios ao audiovisual.

O programa eleitoral do PS era parco em propostas para a área da comunicação social. Além de pretender “ajustar os apoios às rádios locais e à imprensa local e regional”, o programa propunha “celebrar um novo contrato de prestação de serviço noticioso e informativo de interesse público”, com a agência Lusa. Não constava qualquer referência à RTP ou ao concurso público para abertura de dois novos canais privados na TDT, que Graça Fonseca chegou a garantir que iria ocorrer até Dezembro de 2018.

No ministério da Economia e Transição Digital, comandado por Pedro Siza Vieira, João Torres continua como secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, André de Aragão Azevedo fica como secretário de Estado para a Transição Digital, e Rita Marques como secretária de Estado do Turismo.

De acordo com o  site da Presidência da República, a “nomeação e posse de todo o XXII Governo Constitucional estão previstas para esta semana, em data a determinar, depois da publicação do mapa oficial das eleições e da primeira reunião da nova legislatura da Assembleia da República”.

 

Deixe aqui o seu comentário