Meo quer ultrapassar NOS na pay TV no início de 2020

Por a 28 de Agosto de 2019
João Epifânio

João Epifânio

Quarenta mil clientes separaram a Meo da NOS no mercado da pay TV no segundo trimestre do ano, quando há dois anos a diferença era de 188 mil. Em termos de quota de mercado no segundo trimestre a NOS estava com 40,4 por cento e a Meo nos 39,5 por cento, quando no período homólogo de 2017 a distância entre as duas operadoras era de 4,2 pontos. Os números mais recentes, que se baseiam em projecções internas, foram apresentados por João Epifânio num encontro com jornalistas. O administrador do segmento de consumo da Altice Portugal deixou claro que pretende ultrapassar o concorrente NOS no mercado da televisão paga no “limite no primeiro trimestre” de 2020.  “Existe uma co-liderança em termos de número total de clientes de televisão”, disse João Epifânio, para depois assegurar que “estamos prestes a liderar o mercado da pay TV”.

Novos conteúdos, como é exemplo o recente acordo com a Amazon que não tem data conhecida para implementação em Portugal, são o argumento para captar novos clientes. Além disso, a Meo vai avançar com uma promoção em que disponibiliza os canais Eleven Sports e o serviço Meo Séries e Filmes por 9,99 euros, permitindo aos clientes poupar cinco euros/mês. Os novos clientes Fibra Ultra HD poderão aceder gratuitamente a este pacote durante seis meses.

“Tínhamos o feedback de que as pessoas gostavam de ter pacotes para a família. Havia pacotes por categorias, mas não havia no mercado algo que fosse ao encontro dessa necessidade. Com esse desafio fomos procurar o melhor do desporto, filmes e séries e apresentar como um pacote único”, destaca João Epifânio. O objectivo é “surpreender os nossos clientes e os clientes dos outros que ainda não se juntaram a nós. É um momento importante da nossa indústria. Lança o preâmbulo do Natal que é uma altura fundamental do ponto de vista do negócio”, refere o administrador.

Tiago Silva Lopes

Tiago Silva Lopes

O serviço premium Meo Séries, lançado em Outubro do ano passado, designa-se agora Meo Filmes e Séries. À oferta dos catálogos da AMC, AXN Now, Cinemundo e Cartoon Network Premium, juntam-se agora as produções da BBC, como os clássicos Allo, Allo ou Yes Prime Minister. Mantém-se com uma mensalidade de cinco euros para subscrição individual. Além de ocupar o canal 80 na grelha, temporariamente está também no canal 17 para dar-se a conhecer. “A nossa intenção é que as pessoas vejam a Meo como o ecossistema onde podem ver todos os conteúdos de forma simples e fluída, onde podem ir buscar as melhores series e filmes”, comenta Tiago Silva Lopes, director de produtos e serviços B2C, assegurando que o objectivo da empresa é “integrar cada vez mais parceiros”. É o caso da nova plataforma Disney+? “Estamos em conversas”, declarou o mesmo responsável.

A Meo aproveitou também para apresentar duas funções associadas aos canais de deporto: a Multiview, que permite ter no mesmo ecrã quatro canais da Sport TV ou da Eleven Sports, e a TimeLine que possibilita aceder a uma linha temporal com os momentos mais relevantes de um jogo de futebol.

Deixe aqui o seu comentário