O que mudou nas audiências de televisão no primeiro semestre do ano

Por a 1 de Julho de 2019

quadro 1A análise de audiências de TV da agência de meios Initiative, que integra o grupo IPG Mediabrands, revela que no primeiro semestre de 2019, a SIC foi o canal free to air mais visto. Desde Fevereiro, a estação de Paço de Arcos tem liderado as audiências, registando no acumulado do ano um share de 21.4%, mais 2.6 pontos percentuais quando comparado com o período homólogo. Este crescimento deve-se à aposta da SIC em novos conteúdos na sua grelha de programação, bem como a chegada de Cristina Ferreira à estação, que permitiu à SIC liderar no período da manhã. A TVI registou um share de 19.6%, o que representou um decréscimo de -3.5 p.p. face ao mesmo período em 2018. Já a RTP1 manteve o mesmo share (13.9%) face ao período Janeiro-Junho de 2018. Os canais Pay TV revelaram um crescimento de +0.7 p.p., atingindo 43.5% de share, fruto da conquista de telespectadores por parte dos canais CMTV (4.4% de share) e Globo (3.3% de share).

No 1.º semestre de 2019, os jogos de futebol estiveram em destaque. As partidas da Seleção Nacional, a contar para a final-four da Liga das Nações e transmitidas pela RTP1, lideraram o top de programas, com a transmissão das celebrações da conquista do troféu a ser o programa mais visto. Este contou com uma audiência média de 2.69 milhões de telespectadores, a que correspondeu um share de 60.3%. Já a partida da final, que opôs Portugal à Holanda registou uma audiência média de 2.67 milhões de telespectadores e um share de 65%. A completar o top 3 dos programas mais vistos ficou o jogo da semifinal da Liga das Nações entre Portugal e Suíça, onde 2.4 milhões de portugueses vibraram com o hat-trick de Cristiano Ronaldo, que apurou a Selecção Nacional para a final da competição. Se excluirmos os jogos de futebol, o destaque vai para os programas de Domingo à noite, com realce para o episódio final de “Dança com as Estrelas”, transmitido pela TVI, que foi acompanhado, em média, por 1.2 milhões de telespectadores. Seguiu-se o programa “Quem Quer Namorar com o Agricultor?”, da SIC, que registou uma audiência média de 1.9 milhões de telespectadores.
quadro 2

Entre Janeiro e Junho de 2019 assistiu-se à mudança na liderança dos programas da manhã. A SIC passou a liderar este período com “O Programa da Cristina”. No dia de estreia, o programa registou audiências históricas (aud. média de 671 mil telespectadores e 44.3% de share). Desde então, o programa tem sido seguido em média por 444 mil telespectadores, contrastando com os 251 mil telespectadores do programa concorrente “Você na TV!”, da TVI e os 166 mil espectadores de “Praça da Alegria”, da RTP1. Entre os programas da tarde, a liderança foi para “Júlia” (audiência média 318 mil telespectadores), emitido pela SIC, seguindo-se “A Tarde é Sua” da TVI (audiência média 275 mil telespectadores) e “A Nossa Tarde”, da RTP1 (audiência média 169 mil telespectadores).

No prime-time (20h-24h) o destaque dos programas vai para nova série da SIC “Golpe de Sorte”. Estreada no final de maio, o programa saltou para a liderança neste período, contabilizando uma audiência média de 1.1 milhões de telespectadores e um share de 27.9%. Segue-se a telenovela da TVI “Valor da Vida”, com uma audiência média de 1.1 milhões de telespectadores e com 26.6% de share e Alma e Coração, com uma audiência média de 889 mil telespectadores, completando o top 3 neste período.
quadro 3

Deixe aqui o seu comentário