Estará o Dropshipping morto em 2019?

Por a 22 de Janeiro de 2019

fotoartigoO dropshipping está morto? Esta é uma das maiores preocupações que parece perdurar nas mentes dos empreendedores que trabalham com e-commerce e especialmente com esta metodologia de vendas.

Mas, antes de chegarmos ao âmago da questão, vamos entender o que é o dropshipping.

De forma simples, podemos dizer que o Dropshipping é um modelo de venda que tem por base uma cadeia de fornecimento em que uma loja não necessita de armazenar os produtos que vende em stock.

Neste modelo os dropshippers funcionam como intermediários entre os fornecedores e os clientes.

Resumidamente a sua empresa de dropshipping promove os produtos dos fornecedores, os clientes conseguem colocar os seus pedidos através da sua loja, que após receber todas as informações do pedido transfere o mesmo para os fornecedores, que então entregam o produto para os clientes finais.

Assim à primeira vista pode parecer algo estranho, contudo, com um bom investimento, um dropshipping pode ser um excelente negócio, principalmente para quem procura testar novas formas de venda.

O dropshipping ainda é lucrativo em 2019?

Dada a concorrência acirrada e o aumento do custo dos anúncios nas várias redes sociais, é fácil descartar o dropshipping como uma tipologia de negócio rentável. Mas será realmente o caso?

Para ser honesto, assim como qualquer outro negócio, o dropshipping é tão bom quanto o esforço que o proprietário faz para o desenvolver.

Até agora, 2019 parece ser um ano cheio de sucesso nos negócios e, com uma estratégia bem definida, ainda pode conseguir ter um negócio bem lucrativo com o dropshipping.

É apesar de tudo importante ter em consideração que o dropshipping é um negócio de baixo custo e alto retorno. Isso porque não precisa ter uma loja física, entregar produtos ou contratar uma equipa para iniciar um negócio deste género.

O segredo está essencialmente na parte da sua seleção de nicho. Escolher o nicho certo significa que a sua loja irá ser única e pode facilmente se destacar entre os demais concorrentes.

Na verdade, escolher o nicho certo pode ser um desafio, pois envolve muito tempo para localizar o mercado e passar a mensagem correta.

Contudo, com uma estratégia de marketing adequada, vai acabar por vender muito mais do que outras lojas online que não estão focadas em nenhum nicho específico.

Podemos então dizer que o dropshipping é, sem sombra de dúvida, ainda uma grande oportunidade de negócios em 2019, e, irá continuar a sê-lo nos próximos anos.

No entanto, se está a planear listar produtos que tem para vender no seu site e espera começar a vender sem ter de fazer muito esforço, então está errado. É preciso sermos realistas!

O Dropshipping é um trabalho árduo, mas vale a pena. É preciso entender o fato de que o e-commerce continua a evoluir diariamente, e a internet é um lugar lotado, daí a necessidade de colocar mais ênfase na estratégia que emprega e trabalhar arduamente para garantir que a execução esteja correta.

Por exemplo, é preciso conhecer os produtos de dropshipping que são mais rentáveis, bem como as técnicas necessárias para comercializar corretamente a sua loja online.

Quais são os maiores problemas que o dropshipping enfrenta em 2019?

São ainda alguns os maiores problemas que o dropshipping enfrenta este ano, nomeadamente os seguintes:

1. Forte concorrência

Como mencionado anteriormente, o dropshipping é relativamente fácil de começar, pois requer baixo custo e os retornos são altos.

E, isso é talvez o principal motivo para um negócio de dropshipping estar tão assoberbado.

Com alguma pesquisa vai perceber que existem centenas de dropshippers a vender exatamente o mesmo produto.

Sem mencionar que os mercados online, como Walmart, eBay e Amazon, também estão vendendo produtos similares.

2. O pagamento por clique é mais caro que nunca

Numa sociedade que vende quase exclusivamente online, as palavras-chave provaram ser mais caras do que nunca. O pior, é que temos de juntar a isso a diminuição das margens de lucro e a forte concorrência.

3. Problemas de atendimento

Outro dos maiores problemas do dropshipping passa pelo atendimento pós-venda ou mesmo durante o processo de venda.

O problema surge quando tem um item no seu site como disponível apenas para descobrir que o fornecedor ficou sem stock e nunca o informou sobre isso.

É doloroso enviar um e-mail ao cliente a informar que a compra não vai dar seguimento devido a um erro de stock no próprio site.

Como vê, é sim possível investir em dropshipping em 2019.

Contudo, é importante perceber que o seu negócio só será bem-sucedido se conseguir efetivamente desvincular-se da concorrência e se investir num nicho que lhe permita ter excelentes margens de lucro.

 

Deixe aqui o seu comentário