Como os portugueses utilizam as redes sociais para seguir marcas

Por a 2 de Novembro de 2018

redes.gif.mrkfQuase seis em cada dez portugueses utilizadores de redes sociais (57%) seguem empresas ou marcas através das plataformas, com destaque para o Facebook. A conclusão consta do estudo Os Portugueses e as Redes Sociais, conduzido pela Marktest, onde se traça o perfil do utilizador que mais refere ser fã ou seguir empresas/marcas através da redes sociais: “As mulheres, os mais jovens, os residentes no Grande Porto e os que pertencem às classes média baixa e baixa.”

De acordo com o estudo, entre os motivos pelos quais os utilizadores dizem optar por seguir uma marca, o principal, apontado por 28,4% dos inquiridos, é o facto de gostarem da marca em questão, seguido de perto, com 22,2% das referências, pela possibilidade de estar a par das novidades da marca. A vontade de querer estar informado/actualizado e o interesse pela área são outras das razões mais indicadas, com 20.7% e 14.8% das referências, respectivamente.

Ao nível das redes sociais preferidas pelos portugueses para seguir marcas, o estudo dá conta de um claro domínio do Facebook já que 90% dos utilizadores que seguem marcas/empresas nas redes sociais dizem fazê-lo através desta rede social em particular. Seguem-se, com 38%, o Instagram, e com 11% o YouTuve, sendo que a primeira é a rede social cuja utilização para seguir marcas tem vindo a crescer mais significativamente, aumentando 15 vezes face a 2013. As referências ao LinkedIn também quase duplicaram no mesmo período. A Nike é a marca que os utilizadores mais afirmam seguir nas redes sociais, seguida do Continente e Zara.

Deixe aqui o seu comentário