Docapesca e Ministério do Mar querem pôr portugueses a comer mais carapau (com vídeo)

Por a 17 de Julho de 2018

CarapauA campanha Carapau é Boa Onda, cuja criatividade esteve a cargo da BBZ, é apresentada como “a primeira iniciativa de um conjunto de acções de comunicação que tem com principal objectivo pôr os portugueses a comer mais Carapau”. Numa altura em que se discute a suspensão da pesca da sardinha, o Ministério do Mar e a Docapesca unem esforços no sentido de desenvolver um plano para a valorização do carapau, descrito como “um importante recurso natural” que “existe com abundância todo o ano no nosso mar, é saudável e saboroso e pode ser considerado um verdadeiro peixe português”. “O carapau é, ainda, um peixe com um preço ao alcance de todos e que os portugueses vão poder continuar a comer à vontade, porque não tem problema de stocks”, salienta-se em nota de imprensa.

“Esta campanha de promoção do Carapau insere-se no objectivo estratégico da Docapesca de contribuir para a valorização do pescado transaccionado nas lotas do continente português e também no âmbito do projecto CCL – Comprovativo de Compra em Lota. É por isso que, nestas acções, contamos com a parceria e envolvimento dos municípios, organizações de produtores e associações do sector, bem como entidades e organismos públicos e de investigação e ensino”, sublinha Teresa Coelho, presidente do conselho de administração da Docapesca, que descreve a iniciativa como “uma campanha leve, descontraída, alegre, divertida”.

Protagonizada pelos atletas portugueses Fernando Pimenta (canoagem), Teresa Almeida (bodyboard), Joana Pratas (velejadora olímpica), Hugo Vau (surfista de ondas gigantes) e Francisco Lufinha (kitesurf), a campanha marca presença em televisão através dos três canais generalistas, com um filme produzido pela Show Off, além de mupis, imprensa e redes sociais (Facebook e Instagram). A Docapesca vai também desenvolver acções especificas dirigidas à distribuição e à restauração para promover a experimentação.

Deixe aqui o seu comentário