YouTube muda regras para monetizar. Fica mais difícil integrar programa de publicidade

Por a 17 de Janeiro de 2018

youtubeO YouTube anunciou novas regras para pagar aos produtores de conteúdos depois de, no ano passado, ter sido alvo de críticas por aparecerem anúncios ao lado de conteúdos extremistas e pedófilos, levando a que várias marcas mundiais abandonassem a plataforma.
Até aqui os canais precisavam de atingir as 10 mil visualizações para serem elegíveis para o YouTube Partner Program (YPP). Agora os novos canais do YouTube precisam de ter pelo menos mil subscritores e mais de quatro mil horas de tempo de visualização nos últimos 12 meses para poderem ser elegíveis para anúncios.
“Não há como negar que 2017 foi um ano difícil com vários casos a afectarem a nossa comunidade e os nossos parceiros de publicidade. Interessamo-nos em proteger os nossos utilizadores, anunciantes e criadores e garantir que o YouTube não é um local para ser usado por maus actores. Ao mesmo tempo que demos passos para proteger os anunciantes de conteúdos inapropriados”, declarou Paul Muret, VP da área de display, video & analytics do Google.
O YouTube promete monitorizar as advertências por violações das regras da comunidade, spam e outros abusos denunciados. Caso seja encontrado um canal que repetidamente ou de forma flagrante viole as regras da comunidade, o mesmo será removido do programa.

Deixe aqui o seu comentário