Observador reforça capital para 3,2 milhões e revela accionistas

Por a 15 de Maio de 2014

Com nascimento previsto para a próxima segunda-feira, dia 19 de Maio, o projecto jornalístico digital Observador acaba de anunciar a sua composição accionista e reforçar o capital próprio para 3,2 milhões de euros. “Este conjunto de accionistas e os capitais próprios com que contribuíram (o Observador não recorreu a qualquer financiamento bancário) constituem um factor decisivo para a diferenciação do Observador como um órgão de comunicação social genuinamente independente, apostado em fazer um jornalismo da maior qualidade, sem outra agenda que não seja a do interesse público”, sublinha o projecto em comunicado. O Conselho Geral de Supervisão do Observador tem como presidente Jaime Gama e como vogais António Champalimaud, António Casanova, Filipe de Botton, João Fonseca, Luís Amado, Luís Amaral, Nuno Carrapatoso e Pedro de Almeida. O outro órgão estatutário já eleito, o Conselho de Administração, tem como presidente António Carrapatoso e como vogais Duarte Schmidt Lino, José Manuel Fernandes (publisher) e Rui Ramos. Rudolf Gruner é o director-geral do Observador e David Dinis o director executivo da redacção.

Neste momento são accionistas do Observador: Amaral y Hijas Holdings S.L. (accionista de referência Luís Amaral), António Pinto Leite, António Viana Baptista, Ardma SGPS, S.A. (accionista de referência Pedro de Almeida), Atrium Investimentos, SGPS, S.A. (accionista de referência João Fonseca), Bar Bar Idade I, SGPS, S.A. (accionista de referência Carlos Moreira da Silva), Duarte Schmidt Lino, Duarte Vasconcelos, Holdaco, SGPS, S,A, (accionista de referência António Champalimaud), João de Castello Branco, Jorge Bleck, José Manuel Fernandes, Lusofinança (Filipe de Botton e Alexandre Relvas), Orientempo (accionista de referência António Carrapatoso), Pedro Martinho, Ribacapital, SGPS, Lda. (accionista de referência João Talone), Tempo Calmo SGPS, S.A. (accionista de referência Filipe Simões de Almeida) e Rui Ramos.

2 comentários

  1. Paulo Carrapatoso Amado

    25 de Maio de 2016 at 22:05

    Observador a não perder por observar a verdade

  2. Paulo Carrapatoso Amado

    25 de Maio de 2016 at 21:51

    O melhor projecto jornalistico desde 1974, e o mais corajoso e puro e ….OBSERVADOR.
    Porquê?
    Porque “” aquele que escreve o que pensa pode ser traido””.
    Um dia algum leitor apontará a palavra interdita
    E o sentido escondido no sentido
    O beijo de Judas pode estar dentro da própria escrita (escrever a verdade) Aquele que escreve a verdade pode estar perdido porque quem escreve tem uma lança apontada ao coração
    O beijo dos Judas pode ser dado a qualquer momento.
    De nada servirá como não serviu como se viu…
    Dizer: Este é o meu vinho este é o meu pão!
    Mas há que não ter medo!!!Ele não teve…e venceu!!
    Pois as ditaduras qualquer que seja “O género” terminam…!
    Terminam quando o medo passa dos homens justos e livres para os opressores do pensamento livre…
    Lá dizia O Grande e Puro Poeta “Português Errante”.
    Parabéns>>Observador.

Deixe aqui o seu comentário