Conheça os nomeados dos Prémios M&P 2013

Por a 2 de Agosto de 2013

São estes os nomeados das áreas de publicidade, marketing e media da edição de 2013 dos Prémios Meios & Publicidade. Conheça as razões pelas quais foram escolhidos. Os vencedores serão conhecidos no fim de Setembro.

A escolha dos nomeados é da redacção, mas os vencedores são escolhidos pelos leitores. Os resultados resultam de uma média ponderada na qual o voto dos jurados tem um peso de 35 por cento, tal como o voto dos leitores com a assinatura Pro Exclusivo (papel mais conteúdos Pro Exclusivo). O voto dos subscritores da assinatura Pro valem 20 por cento, cabendo aos subscritores que apenas podem aceder às notícias abertas os restantes 10 por cento. A votação começa na segunda-feira, dia 5, e decorre até ao dia 16 de Setembro. Poderá votar em http://premios.meiosepublicidade.pt.

Publicidade

Agência de Publicidade

BAR

Ganhou Credibom e Comissão para a Igualdade de Género, mas foi em Angola que conseguiu novos clientes mais significativos: Movicel, Sagres Angola, Sky Gallery, Oasis e Proderma. Em termos de prémios, destaque para o desempenho do trabalho para a Gorila, que ganhou, entre outros, um grande prémio do festival de Maputo. O projecto BAR Beer conseguiu o grande prémio nos Prémios Comunicação M&P (comunicação interna).

Fuel

Passou a liderar o ranking MediaMonitor, graças a clientes como Continente, Worten e Sonae Sierra. Foi eleita Agência Criativa do ano nos Prémios à Eficácia. Em termos de new business ganhou Philips, Media Capital Digital, Tabaqueira e Leaseplan. Quanto a clientes, comunicou a parceria Galp/Continente, lançou a plataforma PromoFans da Sonae Sierra, Mega Pic-Nic Continente 2013 ou a nova assinatura da RTP (Portugal sempre ligado) .

O Escritório

“Uma pequena demonstração” para o lançamento do Windows 8 somou um milhão de visualizações no YouTube, o grande prémio Digital nos Prémios de Criatividade M&P, o grande prémio no CCP e um leão de prata em Cannes 2013. Em 2012, a agência tinha ganho um leão de bronze com a imagem do Canal 180, um trabalho feito com Paulo Martins. Activou a Coca-Cola e a Galp Energia no Euro 2012. Com a Fullsix, tem trabalhado Moche, que rendeu o grande prémio do Júri nos Sapo.

MSTF Partners

Fechou 2012 em quinto lugar e em Janeiro e Fevereiro de 2013 foi líder do ranking MediaMonitor, um feito inédito para uma agência de capital nacional. Comunicou o novo Meo e ganhou clientes como a Federação Portuguesa de Futebol, o Meo Arena e Sunlover. Abriu escritório no Rio, estando a trabalhar para a Prefeitura e para a Câmara de Comércio do Rio Janeiro. Em Angola ganhou a Toyota e os supermercados Deskontão e MEL. Foi ainda agência do ano no Clube de Criativos e nos Prémios Criatividade M&P.

Agência de Meios

Arena Media

Jones Lang LaSalle, Banco Carregosa, Egiro, Prossegur, Círculo de Leitores, LoMonaco, Nutriventures, Garmin, Associação Portuguesa de Produtores de Biocombustível, AXA, LG, Media Capital Digital foram os novos clientes da agência que fechou 2012 em primeiro lugar do ranking MediaMonitor. Uma posição que manteve no primeiro semestre deste ano. Foi eleita Agência de Meios nos Prémios à Eficácia.

Initiative

Começou a trabalhar Vibo, TAAG, JP Ramos. O grupo lançou novas unidades: Reprise Media (agência digital de performance) e Ensemble (unidade de activação). Entre os projectos inovadores estão a parceria com o 5 para a Meia-Noite para promover o Change the Like Button, a Zon Audiovisuais foi o primeiro anunciante no Wetransfer e no YouTube Portugal, o Carjoking Seguro Directo com a RFM, o Live Streaming do Super Bock Super Rock no Spotify ou a experiência espacial no elevador do Parque do Camões (Lisboa).

MEC

Entre os novos clientes estão a Esegur, Showroomprive.com, Glassdrive, Alcatel, BES/Moneygram, Panrico, Supera Amazon Fruit, Momondo, Euromaster. Manteve Henkel, Chanel e Maruchan. Fechou 2012 na terceira posição e no primeiro semestre em quarto lugar. No digital passou a trabalhar Socosmet, Chello Multicanal, AXN, Norauto, Boots e MediaMarkt. Ainda no digital fez a activação Cliente 50 Milhões (MediaMarkt) e a comunidade Facebook Wii U Portugal (Nintendo), que teve um crescimento de 80 mil fãs em 2 meses e se transformou num case study da empresa.

OMD

Luxottica, Triumph International e ASICS entraram no porftólio. Foi Agência de Meios do Ano pelo CCP e nos Prémios Criatividade M&P arrecadou o grande prémio de Media, em conjunto com a Partners. Nos Sapo foi Agência de Meios Digital do Ano. Desenvolveu acções de brand entertainment como McDonald’s com Portugal, soft sponsoring Wonderbook para a Sony Playstation, MTV VJ Casting para a Renault gama ZE ou o Casting Familiano para a BEL. Trabalhou o novo posicionamento do Meo, incluindo o Facebook Marcas Estranhas, e o lançamento do Vodafone Red.

Produtora de Imagem

Garage

Responsável pelos filmes de lançamento do Meo M4O, foi eleita melhor produtora no CCP e no El Ojo. Neste festival Rogério Serrasqueiro foi considerado o melhor realizador. O filme Moda Lisboa obteve o prémio de melhor fotografia no CCP. O spot para a Amnistia ficou em primeiro lugar na competição ACT, paralela ao Cannes Lions.

Krypton

Produziu Nós Aqui Temos Tudo para Sagres, gravado em Nova Iorque, Rio de Janeiro, Londres, Bombaim e Praia do Amado, na Carrapateira. O filme para o Turismo de Portugal The Beauty of Simplicity destacou-se em vários festivais de publicidade da especialidade. Contratou os realizadores Silvério do Canto Moniz e Pedro Amorim.

Ministério dos Filmes

Aldeia Global ganhou o Grande Prémio TV dos Prémios Criatividade M&P e o de melhor filme nos CCP. Ainda aqui, Marco Martins obteve o prémio de Melhor Realização com o filme para a Associação Salvador. Destaque para as produções para a TMN, Moche, Super Bock e BES.

Produtora de Som

Ameba

Tem assegurado o som de alguns dos principais anunciantes nacionais, como está patente nos filmes de marcas como TMN, Moche, Optimus, Zon, BES, Yorn, Vodafone, Santa Casa, ActivoBank, Delta Q ou Água das Pedras.

Dmix Música

Além das promos dos canais Disney e Fox, criou a nova identidade sonora da RTP, Pingo Doce (versão guitarra portuguesa), Intermarchè e Bricomarchè. TAP, ACP, Mota Engil Angola, Casa Ermelinda Freitas, Jerónimo Martins, Ministério das Finanças de Angola, Zao Angola, Starfoods, Red Bull estão entre os clientes directos.

Índigo

Criou a identidade sonora do Meo e, para Angola, tem produzido para Unitel, Kero, Cuia, Compal, Sumol, TDA, MAXI, Nutri, American Cola. Em Portugal tem assegurado campanhas para marcas como Continente, Worten, OLX, Meo, Sagres ou TMN. Realizou o sound logo dos cinemas VOX nos Emirados Árabes Unidos.

Empresa Publicidade Indoor/Outdoor

Cemusa

Investiu na unidade Cemusa TEC, que permitiu criar projectos de suportes digitais como Tec Cubes no Cascais Shopping para a L’Oreal, realidade aumentada da Corona para o Portugal Open ou os ecrãs transparentes da Bosch Car Service. Entre as criatividades especiais, destaque para as criadas para Lays, Worten, Cin, Hannibal, Primedrinks, Santa Casa, Canal História, Sical, Sonia Bravia e Zon.

JCDecaux

É a empresa responsável pela maior fatia de investimento nesta área. Além disso, a JCDecaux garantiu por mais cinco anos a publicidade nos aeroportos portugueses, um palco privilegiado para marcas premium. Toca a Mexer (SIC), canal Disney Júnior, TAAG, Sephora, Vodafone Red e Turismo do Alentejo estão entre os exemplos de projectos para quem desenvolveu mupis com criatividade especial.

MOP

A empresa voltou a ser responsável, enquanto representante em Portugal, por trazer mais uma edição do Eurobest para Lisboa em 2012 e 2013. Ao nível dos suportes, merecem relevância a promoção ao Banif Music na 24 de Julho, os outdoors luminosos da Galp e mupis com vídeo para a TMN. No metro de Lisboa houve criatividades especiais associadas, entre outras, às campanhas O Meu Elvive ( L’Oréal), maminhas da Yorn, Centerum ou Western Union para CTT.

Personalidade de Publicidade

André Freire de Andrade (Aegis Media)

Em 2011, o até então CEO da Carat em Portugal, passou a ser responsável pela operação ibérica da Aegis Media. Em 2013 somou o actual cargo de CEO da Aegis Media Ibérica ao de CEO da Aegis Media para a África Subsariana. O gestor português fica responsável por 24 países africanos. Nos próximos cinco anos o objectivo é claro: multiplicar por cinco os negócios na região.

Hugo Veiga (Ogilvy São Paulo)

A revista Creativity elegeu Hugo Veiga, redactor da Ogilvy & Mather São Paulo, como um dos criativos que estava produzir as melhores ideias do mundo. Em destaque esteve o projecto Real Beauty Sketches, para a Dove, que confronta, com a ajuda de um ilustrador forense do FBI, a forma como as mulheres vêem a sua própria beleza face à forma como os outros a descrevem. Tornou-se no anúncio com o maior número de visualizações do YouTube e que em Cannes conseguiu um grande prémio, 10 ouros, duas pratas e quatro bronzes.

Susana Albuquerque (Tapsa/Y&R)

Susana Albuquerque, até aqui directora criativa da Lintas e presidente do Clube de Criativos de Portugal, foi para Madrid ocupar o cargo de co-directora geral criativa da espanhola Tapsa/Young & Rubicam. A Tapsa/Young & Rubicam resulta da fusão, concretizada no início deste ano, entre a agência local Tapsa e a agência do grupo WPP de Madrid. É das poucas criativas portuguesas que conseguiu entrar para um cargo de topo no competitivo mercado espanhol.

Marketing

Agência de Comunicação

Cunha Vaz & Associados

Espírito Santo Viagens e Federação Portuguesa de Futebol estão entre os novos clientes. Foi responsável pela conferência A Nobel Day, que reuniu quatro prémios Nobel da Medicina e três investigadores emergentes. Abriu escritório de Moçambique. Em Angola promoveu a inauguração da Fábrica de Gás Liquefeito (Angola LNG).

Lift Consulting

Accenture, Banco Invest, grupo r/com, L’Oreal, Mundicenter, Solinca, Troiaresort e Wall Street Institute estão entre o new business. Absorveu a agência Leadwide Consulting, lançou a empresa de design BrandCook e adquiriu 100 por cento da operação em Angola.

M Public Relations

Começou a trabalhar o Millennium BCP, Samsung, Merck Sharp & Dohme, Glaxo Smith Kline, Fundo Soberano de Angola, Hilton, Randstad, Breitling e Girard Perregaux e Algarve Chef’s Week. Foi responsável pela comunicação do Ano do Brasil em Portugal. Absorveu as agências Marie PR e Best News.

YoungNetwork

Abriu escritório em Londres e na área internacional lançou o Moderimage, banco de imagens para África, e a YoungColor, empresa de produção gráfica em Moçambique. Ganhou, entre outros, o Sporting Clube de Portugal, Nobre, Movitel LG, Siemens, HP, IBM, Kraft Henkel (Persil, Pril, Sonasol) e Oceanário de Lisboa.

Agência de Design

Brandia Central

Nas competições desportivas a Brandia Central continua a dar cartas. Além da UEFA Qualifiers (Suíça), assinou a imagem do Euro 2016 (França) e do EuroBasket 2015 (Ucrânia). Assinou o rebranding da feira de arte holandesa TEFAF, do banco angolano KEVE, da Modalfa (agora MO), DKODE, SOZÉ, Coral, do grupo de construção ELEVO, Orquestra de Câmara Portuguesa, Academia Portuguesa de Cinema, APREN e Banana da Madeira.

Ivity Brand Corp.

Responsável pela nova imagem da Fidelidade, que agrega as marcas Fidelidade Mundial e Império Bonança, a Ivity foi eleita Agência do Ano nos Prémios Design M&P. Criou o Portugal Sou Eu, para o Ministério da Economia, para produtos com elevada taxa de incorporação nacional, e renovou a marca Delta Cafés. Promoveu ainda a exposição Sniff Lisbon, associada à Lisbon Week.

Mybrand

Foi responsável pelo mais importante rebranding dos últimos 12 meses: o do Meo. Criou também as identidades da R&D NESTER (centro de investigação da REN em parceria com a State Grid Corporation of China) e do festival de música em Timor TT Toke Rock. Renovou a Amarguinha, a ARTSOFT e a agora JP- Inspiring Knowledge (ex-JP Sá Couto).

This is Pacifica

Tem desenvolvido algum do trabalho mais arrojado feito por estúdios de design em Portugal. Criou a identidade da berlinense Troll – Supernatural Post-Productions e, com O Escritório, o Bar Aberto Refreshed by Coca-Cola. Foi escolhida pela editora Victionary para integrar o livro Small Studios Big Impact. A identidade da marca Qu’on foi premiada nos ADCE e no CCP.

Agência Digital

Com’On

Medinfar, Caixa Geral de Depósitos, Multicare, OK! Teleseguros, Solinca, Programa Impulso Jovem, Zmar, Museu do Oriente, Futebol Clube do Porto e projecto Baía de Luanda estão entre os clientes trabalhados. Entre as apps desenvolvidas para Facebook constam Momentos Memoráveis (Nescafé), Banco de Ideias (ActivoBank) e o projecto Escolas em Movimento pela Diabetes (Lilly).

Fullsix

Criou as apps mobile da Unitel Angola, da Lisbon Week e da Matutano (Instasmile), apps para Windows 8 para Portugal e Noruega e o Change The Like Button para a Super Bock. Implementou o Live Human Outdoor, para a Samsung e uma dezena de apps Windows 8 para Portugal e Noruega. Ficou, com O Escritório, com a marca Moche, que ajudou a ganhar o título de agência do ano nos Sapo. Activou o Carlsberg Euro Lounge e Moche nos festivais.

Grand Union

Nos últimos meses estiveram na ribalta projectos como o portal EDP Comercial, o site mundial da Azeite Gallo e a primeira campanha global da Gallo que foi desenvolvida para vários mercados, com destaque para Portugal e Brasil. A agência criou ainda a plataforma e app Zona Desportistas para Powerade para o mercado ibérico. Coca-Cola Company, Procter & Gamble, Central de Cervejas, Media Capital, Montepio ou Cofina estão também na lista de clientes.

ViewIsobar

No Clube de Criativos foi eleita Agência Digital do Ano. No portfólio, destaque para o trabalho desenvolvido para a Fundação Francisco Manuel dos Santos, CIN, Vileda, Vaqueiro, Sportzone, Optimus, Delta Cafés, Adidas, Controlauto e Zippy. The Moving Picture Company, responsável pela produção do filme “A Vida de Pi”, teve um novo site criado pela ViewIsobar.

Wiz

Entre os novos projectos do último ano estão a plataforma Promofans da Sonae Sierra e projectos para Médis, Banco de Portugal, Gazela Vinho Verde, Nutrícia, Samsung, Sandeman, EDIT e Amnistia Internacional. A agência passou a trabalhar em alinhamento internacional com a Cutty Sark, o que permitiu, por exemplo, ser das primeiras a testar novas funcionalidades no Facebook.

Agência de Eventos

Desafio Global Ativism

Desenvolveu eventos para Rotários, Fundação Aga Khan, Nespresso, Mini Som, Clarins Cosmética, Panda Extreme Ice Park, Meo Kids e Bank of China. É, com larga distância, a agência mais premiada da área. Alguns exemplos: European Best Event Awards em 2012 e nos Eventoplus de 2012 e 2013 e grande prémio de Eventos nos Prémios Criatividade M&P.

Tavolanostra

A empresa voltou a ser responsável por mais uma revelação das 7 Maravilhas, desta feita a das melhores praias do país. e produziu o Ambição Olímpica. Foram dois eventos mediatizados para todo o país, via RTP. A Tavolanostra apostou na internacionalização com uma parceria com a Impossible Factory, e está envolvida em eventos na Europa, África, Emirados Àrabes Unidos e América Latina.

Agência de Activação

Born

A agência tem sido responsável por vários projectos de activação para o Continente (Mega Picnic e Mercado de Sabores), para além de projectos associados ao futebol para a mesma insígnia (Olá, Eu Sou Portugal e Cada Jogo uma Final). Para o Turismo de Portugal criou o No Waves Come Back for Free, para promover o país como destino de surf, e o Master Shots PGA Algarve, associado ao golfe.

Niu

O Meo Spot, da responsabilidade da empresa, tornou-se no principal palco para activação de marcas no Verão algarvio, ajudado pela elevada mediatização da comunicação social. Por vezes em parceria com outras agências, outras vezes sozinha, tem trabalhado para Continente, TMN, Sportzone, Martini. Apresenta-se como a maior agência de activação em volume de negócios e número de colaboradores.

Pepper

Well’s no Mega Pic Nic, Antena 3 nos festivais de Verão, activação Meu Super (Sonae), Primor no Estoril Open, canal Disney Junior em centros comerciais, Samsung Experience na Worten, Vigor nas Festas de Lisboa, Citroën na Moda Lisboa, Optimus nas praias, SIC Radical no Super Bock Super Rock ou lançamento da novela Dancin’Days (SIC) são exemplos de projectos implementados pela Pepper.

Marca

Meo

Mudou de imagem e de estratégia. O Meo é agora a marca da PT para liderar a oferta dos quatro serviços integrados: TV, internet, telefone fixo e telefone móvel. A PT garante que esta é a verdadeira convergência entre fixo e móvel. O Meo passou a ser a marca do grupo associada ao território da música, colocando em segundo plano a TMN.

OLX

Entrou no top of mind dos consumidores portugueses graças à campanha da JWT “É pró menino e prá menina” e à pressão publicitária da responsabilidade da Mindshare. O OLX parece que está em todo o lado, mas o certo é que as vendas online fazem agora parte do quotidiano dos portugueses.

A Padaria Portuguesa

Revolucionou o mercado das padarias em Lisboa com a ajuda de um projecto de branding inédito para este segmento. Já criou várias acções digitais e até uma corrida pela capital. Após 16 lojas na grande Lisboa, segue-se agora a conquista do país e dos mercados internacionais.

Personalidade de Marketing

Carla Vidal Marques (Meo)

Quando menos se esperava, o Meo, que tem como responsável pelo marketing Carla Vidal Marques, revolucionou a oferta de telecomunicações em Portugal, antecipando-se à fusão Zon/Optimus, nomeadamente ao nível da oferta comercial. O Meo, que lidera em recordação publicitária, quer ser percepcionado com uma verdadeira marca de telecomunicações quadruple play e a principal na área das telecomunicações.

João Paulo Seara (Sonae MC)

O Continente, que tem como responsável de marketing João Paulo Seara, continua a ser o principal anunciante em Portugal e organiza o maior evento aberto aos consumidores: Mega Pic Nic (650 mil a passar pelo Terreiro do Paço, mais as audiências via RTP). Nos Prémios à Eficácia reuniu o maior número de distinções, nomeadamente pela associação ao Rock in Rio 2012, pelo Plano EDP Continente, Maquilhagem Mylabel, Mega Pic Nic Missão Sorriso e Chef Online.

Media

Canal Generalista

RTP1

O período em análise fica marcado pela incerteza quanto à manutenção da RTP. Em Setembro Alberto da Ponte assume a presidência da empresa, que estreou em Janeiro uma nova grelha. A forma como Nuno Santos deixou a direcção de informação assinala pela negativa o ano, num período em que as audiências da GFK afastam a RTP das privadas. A sobrevivência de um operador público de televisão justifica a nomeação.

SIC

2013 reacendeu a luta entre a SIC e a TVI no horário nobre, sendo que mesmo nas audiências do total dia a estação tem vindo a marcar pontos. Ficção nacional e brasileira, concursos e futebol, com a Liga Europa a fazer excelentes resultados, foram os principais trunfos da programação.

TVI

Líder há oito anos, a TVI no período em análise juntou à ficção nacional e aos talent shows os reality-shows, tendo o futebol marcado presença através da Liga dos Campeões. O final de 2012 marcou a saída de José Fragoso da estação, ficando a direcção de programas a cargo de Luís Cunha Velho.

Canal de Informação

RTP Informação

No período em análise perdeu um posto no ranking dos canais de informação, mas aumentou o share e também o rating. O share passou dos 0.9 para os 1.1 e o rating dos 16.900 para os 22.600 individuos.

SIC Notícias

Com um share de 1.7 e um rating de 33.500 indivíduos, mantém-se como o canal de informação líder no cabo, ocupando a 9ª posição do ranking geral. Em Junho de 2012 ocupava a 10ª posição, com um sahre de 1.5 e um rating de 28.900 individuos.

TVI24

Relançado já no início do ano passado, o TVI24 tornou-se no período análise o segundo canal de informação mais visto do cabo, tendo passado da 14ª para a 11ª posição do ranking geral. O share subiu dos 0.8 para os 1.3 e o rating dos 15.600 para os 25.500 indivíduos.

Canal de Entretenimento Nacional

Canal Q

Três anos após o lançamento no Meo, o canal das Produções Fictícias chegou à Zon em Março deste ano. Com a esmagadora maioria da grelha constituída por produção nacional, reúne algumas das principais ou mais promissoras figuras do humor nacional, funcionando como laboratório de novos formatos. A análise política e formatos de entrevista fazem também parte da grelha do canal.

SIC Mulher

Lançado em Março de 2003 o canal destinado ao público feminino do universo SIC completou este ano o seu 10º aniversário. Continua a apresentar-se como uma alternativa para a mulher jovem adulta, sendo a sua grelha constituída sobretudo por magazines e talk-shows. O seu programa mais antigo, Querido Mudei a Casa, deu no período em análise origem a uma loja e, mais recentemente, ficou acessível a todos os portugueses, através de uma parceria com a Melon, encarregue das obras de recuperação.

Sport TV

Apesar do surgimento de novos projectos na área do desporto, o canal premium de Joaquim Oliveira continua a ser a referência na informação/transmissão desportiva. Para fazer face situação económica do país, e também ao aumento da concorrência, a SportTV acaba de lançar um canal low cost, o SportTV Live.

Canal de Entretenimento Internacional

AXN

O canal da Sony Pictures Entertainment fechou o primeiro semestre como o segundo canal internacional mais visto do cabo (10º do ranking geral). Cinema e, sobretudo séries de sucesso são os ingredientes do canal.

Fox

Integrado no portfólio da Fox International Channels Portugal, o Fox fechou o primeiro semestre como o terceiro canal internacional mais visto do cabo (12º na grelha geral). As séries mantêm-se como a sua grande aposta.

Hollywood

Um dos primeiros da televisão por subscrição, fecha o primeiro semestre do ano como o canal ‘internacional’ mais visto do cabo (6º na grelha geral). Detido pela Dreamia, uma joint-venture, constituída e detida em partes iguais pela Zon Multimedia pela espanhola Chello Multicanal, mantém a mesma linha de programas constituída inteiramente por filmes.

Rádio

Rádio Comercial

Tornou-se a estação mais ouvida do país no segundo trimestre de 2012, posição que tem consolidado. Ricardo Araújo Pereira mantém-se como um dos trunfos da estação, fazendo, com Pedro Ribeiro e Nuno Markl, entre outros, parte da equipa das manhãs, o seu horário mais forte.

RFM

É a segunda estação mais ouvida do país desde o segundo trimestre do ano passado. O Subsidio, O Emprego e o Ordenado foram algumas das iniciativas que levou a cabo no último ano e que ajudaram a alavancar a presença da estação nas redes sociais. A grelha foi reformulada em Fevereiro deste ano.

TSF

No ano em que comemora os 25 anos a TSF tem visto a sua AAV a crescer, sistematicamente, vaga após vaga. Mantém-se como a única estação assumidamente de informação do país. A aposta nas conferências e eventos/patrocínios foi reforçada no período em análise.

Produtora de Televisão

Plural

Aos filmes Bairro e Morangos com Açúcar juntam-se, neste período, seis novelas e três telefilmes para a TVI e seis telefilmes para a RTP. A maior produtora do país continuou a aposta na publicidade, com a produção de 18 spots licenciados, 54 comerciais e voxpop e sete filmes institucionais.

SP Televisão

SIC e RTP foram os canais para os quais produziu no último ano, com formatos como a novela Dancin Days ou as séries Sinais de Vida, Depois do Adeus ou Bem-Vindos a Beirais. No período em análise entrou na área da publicidade e das dobragens. Rosa Fogo e Perfeito Coração foram vendidas para a Bielorrússia.

Título de Informação Geral

Correio da Manhã

É o título de informação geral com a maior circulação paga do país, tendo em 2012 vendas na ordem dos 114 mil exemplares, e também com maior audiência (13%). No início do ano a presença da marca foi alargada à televisão, com o lançamento do CMTV. No Netscope surge como o segundo título de informação geral em termos de visitas e o primeiro em pageviews.

Diário de Notícias

Quarto título tanto em audiências como em circulação paga entre os diários, registando em 2013 vendas na ordem dos 23.700 exemplares, 13.200 dos quais provenientes da banca e 8.300 de assinaturas. A circulação digital paga é de 275 exemplares e, de acordo com o Nestcope, ocupa a quinta posição em visitas. O Escândalo do BPN e O Poder da Maçonaria Portuguesa, da colecção Grande Investigação DN, foram lançados este ano em livro, num período que fica marcado pela organização de uma série de conferências/debates, eventos/patrocínios e acções de crossmedia.

Expresso

Semanário líder tanto em circulação paga como em audiências. Entre os títulos generalistas ocupa a terceira posição em audiências e a segunda em circulação paga, tendo crescido no primeiro item e mantido os números no segundo (87.900 exemplares). A circulação digital paga representa 6.800 exemplares, um crescimento de 17 por cento em relação a Abril de 2012. No Netscope ocupa a quarta posição entre os títulos de informação geral. Os 40 anos do Expresso, celebrados este ano, tem originado múltiplas iniciativas, que vão percorrendo vários pontos do país.

Jornal de Notícias

É o segundo título de informação geral mais lido do país e o terceiro em circulação paga, sendo a maioria das vendas provenientes da banca. As vendas digitais situam-se nos 267 exemplares. De acordo com o Nestcope é o terceiro título generalista tanto em visitas como em pageviews. No ano em que comemora o 125º aniversário, têm sido várias, e distintas, as iniciativas que tem levado a cabo.

Público

No digital é o tútulo de informação geral que ocupa a primeira posição em termos de visitas e a segunda em pageviews. As audiências cresceram no último ano, mantendo a terceira posição entre os diários. Em circulação paga regista, este ano, cerca de 23.800, 17 mil dos quais provenientes da banca. A circulação digital paga situa-se nos 4 mil exemplares.

Newsmagazine

Sábado

É a segunda revista do segmento tanto em audiências como em circulação paga, sendo mais de metade das vendas proveniente da banca. Reforçou as audiências no período em análise. A circulação digital paga representa cerca de mil exemplares.

Visão

Mantém-se como a publicação com maior audiência, item que reforçou, e circulação paga do segmento, sendo as assinaturas em papel e as vendas em banca equivalentes. A circulação digital situa-se nos 2.200 exemplares.

Publicação Desportiva

A Bola

Mantém-se como a segunda publicação do segmento em termos de audiências e lidera no digital. Os números de circulação não são conhecidos.

O Jogo

É o terceiro título do segmento dos diários desportivos em audiências e o segundo em circulação. Implementou a venda em formato digital do jornal.

Record

Lidera o segmento tanto em audiências como em circulação paga, ocupando a segunda posição no digital, onde implementou uma estratégia de venda de conteúdos.

Título de Informação Económica

Diário Económico

Líder de audiência e de circulação paga entre os jornais de informação económica e número dois em visitas e páginas vistas na web.

Dinheiro Vivo

Lançado em Junho de 2011 a marca está presente no digital e, em papel, como suplemento semanal do DN e JN. No Nestscope surge na 34ª posição. Ao longo do período em análise voltou a ver o seu layout distinguido.

Exame

Lidera as audiências e circulação impressa paga entre as publicações de informação económica. João Vieira Pereira, director-adjunto do Expresso, assumiu a direcção do título em Dezembro.

Jornal de Negócios

Número dois tanto em circulação paga (entre os económicos presentes em banca) como em audiências, tendo reforçado o número de leitores no período em análise. Lidera no digital, tanto em visitas como pageviews.

Publicação de Televisão

TV 7Dias

Mantém-se como a líder destacada do segmento, tanto em audiências como em circulação paga, registando mais do que o dobro das vendas das suas concorrentes.

TV Guia

É a segunda revista do segmento em audiências, tendo descido para a terceira posição em circulação paga.

TV Mais

É a terceira revista do segmento em audiências, conquistou a segunda posição em circulação paga. Mantém a tendência de conquista de leitores.

Publicação Feminina

Activa

Continua a ser o título feminino mais lido do segmento, posição que reforçou no último ano, mantendo-se na segunda posição em circulação paga. A direcção da revista foi assumida por Sofia Carvalho em Outubro, passando Júlia Pinheiro a publisher do título.

Happy Woman

Líder destacada em circulação paga, é a número três em audiência.

Máxima

É a segunda revista do segmento em audiências, posição que conquistou este ano, e a terceira em circulação paga. Sofia Lucas, directora de a arte das revistas da Cofina, assumiu a direcção do título em Março.

Saber Viver

Editada pela Plot Contet Agency, tem vindo a ganhar espaço no segmento das femininas mensais, tendo reforçado o seu posicionamento neste segmento. Alcançou, no período em análise, a quarta posição em audiências e é também a quarta em circulação paga.

Publicação Masculina

GQ

É a segunda revista do segmento em circulação paga, embora no período em análise não seja referida em audiências.

Maxim

Número dois em audiências, posicionou-se como a quarta em circulação paga.

Men’s Health

É a revista líder do segmento, tanto em circulação paga como em audiências, sendo também líder entre as masculinas no Nestcope.

Playboy

De regresso às bancas no início de 2012, agora pela mão da Media Page, é a terceira publicação em circulação paga.

Publicação de Sociedade

Caras

Lidera em audiências e é a segunda publicação em circulação paga. No digital, é a publicação de sociedade com mais visitas e páginas vistas.

Lux

É a terceira publicação do segmento em audiências e circulação paga, sendo a segunda mais procurada na web. Em Maio saiu do portfólio da Prisa e passou a ser detida pela Masemba, editora formada pela Semba Comunicação e pela Até ao Fim do Mundo.

Nova Gente

Lidera, de modo destacado, a circulação paga, ocupando a segunda posição em audiências.

Publicação sobre Automóveis

Top Gear

É a revista mensal líder em vendas em banca, sendo a número dois em audiências.

Turbo

É a revista mensal líder em audiências, sendo a número dois em circulação paga.

Publicação de Decoração

Caras Decoração

Reforçou tanto a circulação como as audiências no período em análise, liderando o segmento.

Casa Dez

Reforçou as audiências no período em análise. A circulação não é conhecida.

Casas de Portugal

É a segunda publicação do segmento em audiências. A circulação não é conhecida.

Lançamento do Ano

A Bola TV

No dia 12 de Outubro de 2012 o jornal A Bola deu origem a um canal de televisão. Uma equipa de 70 pessoas e um investimento de 3 milhões de euros marcaram o arranque do projecto, que se torou no primeiro canal de televisão oriundo de um título de imprensa a surgir no país.

CM TV

Liderar o cabo no espaço de três anos é o objectivo do CM TV, projecto que foi para o ar em Março deste ano. Com o lançamento do canal concretiza-se um objectivo antigo, e nunca escondido, da Cofina, que sempre considerou a presença em televisão importante. “Sabemos que estamos no início de uma maratona, mas o ritmo a que percorremos os primeiros metros permitem-nos mantermo-nos firmes nos objectivos que traçamos para este projecto”, afirmou em Maio Octávio Ribeiro, director do canal, perante os resultados das audiências.

Personalidade de Media

Mário Arga e Lima (Soc. Vicra Desportiva)

No dia 12 de Outubro o sexagenário jornal A Bola juntou ao papel e à internet a televisão, um projecto descrito pelo director do canal como “um acto de coragem brutal”. O grande impulsionador da ideia foi Mário Arga e Lima, presidente e único proprietário da Vicra, editora do título. O lançamento do canal implicou un investimento a rondar os três milhões de euros e a contratação de cerca de 70 profissionais.

Paulo Fernandes (Cofina)

Paulo Fernandes sempre defendeu que o futuro do grupo devia passar pela televisão. O projecto concretizou-se em Março deste ano, com a chancela do seu título mais forte, o Correio da Manhã. “Os bons projectos lançam-se em altura de crise porque a crise obriga-nos a ser muito realistas, muito rigorosos com os orçamentos”, defendeu Paulo Fernandes na apresentação do canal.

Pedro Norton (Impresa)

Há precisamente um ano Pedro Norton, então vice-presidente da comissão executiva da Impresa, foi anunciado como o novo CEO do grupo. “Fui testando um modelo de funcionamento feito de confiança e de lealdade mútuas e entendo agora chegada a hora de lhe dar uma formalização mais efetiva”, afirmou Francisco Pinto Balsemão na altura. Norton assumiu as novas funções em Outubro, dando então início a um novo modelo de gestão e organização. “Consolidar para crescer, preservando a nossa independência editorial” foi o objectivo a que se propôs o novo CEO, que esta semana anunciou “os melhores resultados semestrais da Impresa em três anos”. A grupo fechou o semestre com resultados positivos de 3.2 milhões de euros.

 

Deixe aqui o seu comentário