Página da EDP no Facebook inundada de comentários negativos

Por a 17 de Outubro de 2011

A página da EDP no Facebook está a ser inundada com centenas de comentários negativos sobre a empresa. A onda de contestação também chegou ao Twitter, onde está a ser usada a hashtag #edp.

Tudo começou no domingo à tarde, quando Joana Couve Vieira colocou no mural da marca a mensagem “Eu não pedi um Plano Nacional de Barragens” com o link para o grupo no Facebook que pretende combater os projectos de expansão das barragens.

A marca explicou então no mural, 14 minutos depois, que iria apagar o post por não respeitar o Código de Conduta, pedindo à utilizadora que participasse na “nossa comunidade com as suas críticas construtivas”. O Código de Conduta da EDP no Facebook, disponível na página da empresa, refere que “é um direito da EDP eliminar, sem qualquer pré-aviso, conteúdos considerados ilícitos e denunciar tais situações à entidade Facebook”. O Código inclui nesses conteúdos “difamação, injúrias, ameaças e/ou abuso do nome e/ou imagem dos utilizadores da página e/ou da notoriedade e prestigio da marca” e “conteúdos que procuram o recrutamento para outras iniciativas que não as promovidas pela EDP”.

Ao longo do dia de domingo, mas principalmente durante a manhã desta segunda-feira, têm-se sucedido mensagens e imagens negativas colocadas no mural da empresa, sobre as remunerações dos administradores da empresa, a política ambiental adoptada e o preço da electricidade em Portugal.

Por volta do meio dia desta segunda-feira, a EDP colocou uma mensagem no Facebook em que dizia que estava a seguir “com atenção os posts publicados no mural da nossa página e estamos empenhados em continuar a dialogar com a nossa comunidade, de forma a criar um ambiente construtivo onde todos podem participar”. A marca sublinhou também que o Código de Conduta da página da EDP no Facebook e o Código de Conduta do Facebook permitem “definir os princípios para o bom funcionamento da mesma e deve ser tido em conta por todos os membros da comunidade”. No entanto, ao longo do dia continuaram a ser colocados centenas de comentários na página da marca, sem que a EDP as apagasse.

 

 

Deixe aqui o seu comentário