Esta semana: Supermercados, TIs e Domingos Amaral

Por a 11 de Fevereiro de 2011

Conheça os temas em destaque na edição desta semana do M&P que chega às sextas aos assinantes:

O estado de saúde do sector de TI

A PC Guia fechou. Será sinal de que o vírus da crise que está a minar o sector das revistas de tecnologias de informação? O M&P foi ouvir o mercado.

Entrevista: “Estou convencido de que com esta linha é possível aspirar a algo melhor”

A celebrar este ano o décimo aniversário, a edição portuguesa da GQ apresentou ontem um novo grafismo e novas secções, tendo assumido uma componente mais prática e de aconselhamento, mais cronistas e conteúdos de health & fitness. Há quase três anos à frente da GQ, Domingos Amaral faz o balanço do projecto.

Uma revolução nas ruas

A Sonae e a Jerónimo Martins vão disputar as lojas de bairro com as marcas Meu Super e Amanhecer. O área da distribuição alimentar está a passar mais uma revolução

Vencedores dos Prémios Reputação

Veja as fotos dos vencedores da primeira edição dos Prémios Reputação, promovidos pela APECOM.

Marcas atrás da câmara

Estamos habituados a vê-las debaixo dos holofotes, à frente das câmaras. Mas algumas marcas estão a deixar o protagonismo de lado em produções inovadoras. LG, Tagus e McDonald’s sentaram-se na cadeira do realizador.

Especial Impressão: Um mercado que deixa boa impressão?

A existência de uma “guerra de preços” entre as várias gráficas a operar no mercado português parece ser um dos principais desafios que o sector enfrenta. Numa altura em que acaba de arrancar a feira Pro-Digital Show, que acontece este fim-de-semana em Lisboa, o M&P faz um diagnóstico à impressão nacional.

Especial Impressão: “A impressão digital já não é uma opção, é o único caminho a seguir”

Arranca hoje mais uma edição da feira Pro-Digital Show. A pretexto do evento dedicado ao mercado da impressão, o M&P colocou algumas questões a Agustín Torres, director do Salão Pro-Digital.

Especial Impressão: O que eles querem delas…

Na análise do mercado gráfico em Portugal, o M&P quis saber o que pensa quem contrata os serviços de impressão. Afinal, como é visto o sector pelos directores de produção das agências e o que querem eles das gráficas?

Deixe aqui o seu comentário