GCI estende braços a Angola e Brasil

Por a 26 de Janeiro de 2010

jose-manuel-costa.jpg“Até ao final do primeiro semestre estaremos a operar em Angola”, garantiu ao M&P José Manuel Costa, presidente do grupo GCI, que regressou daquele país no final da semana passada. No entanto, o responsável preferiu não adiantar qual o modelo que irá seguir para operar naquele mercado. “Temos clientes da GCI e da Edelman a desenvolver negócios em Angola”, justifica. No entanto, este movimento de internacionalização, feito em parceria com a Edelman, network da qual a GCI é afiliada, engloba também o mercado brasileiro. “São projectos de implementação em Angola. Mas também projectos angolanos em São Paulo, em Portugal e em países fora deste triângulo na Europa, Ásia e América”. José Manuel Costa ficará responsável por acompanhar e coordenar esses projectos. Não serão, na sua maioria, projectos de assessoria de imprensa, já que, explica, o mercado de media em Angola está em desenvolvimento. A agência trabalhará essencialmente em investor relations e consultoria.Certo é, segundo as palavras do presidente do grupo GCI, que haverá intercâmbio dos quadros entre as várias geografias, começando com permutas entre Portugal e o Brasil.

Deixe aqui o seu comentário