Queixas à ERC acusam a TVI de comportamento persecutório a Sócrates

Por a 20 de Março de 2009

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social está a avaliar quatro queixas referentes a violações de deveres éticos jornalísticos por parte do Jornal Nacional de 13 Fevereiro da TVI.Os queixosos denunciaram o tratamento “pouco ético e persecutório” em relação a matérias relacionadas com o primeiro-ministro José Sócrates, nomeadamente o caso Freeport.

Segundo fonte da ERC, o processo está a decorrer desde a data em que chegaram à entidade, a 13 de Fevereiro, via e-mail, as referidas denúncias. Neste momento, esclarece a mesma fonte, está aberto o período para o contraditório, sendo que a TVI ainda não apresentou a sua versão ao orgão regulador. O porta-voz da ERC esclarece ainda que não há uma data limite para a conclusão do processo, sendo que o desfecho dar-se-é conforme o “prazo que a ERC considerar razoável” face à natureza do caso.
A TVI reagiu a este processo através de uma carta do seu director-geral José Eduardo Moniz, que pode ser lida aqui.

Deixe aqui o seu comentário