“Iremos praticar os preços mais baixos do mercado”

Por a 4 de Abril de 2008

img_0019.jpg

O responsável pela área de negócio da óptica do grupo Auchan, Gonçalo Gandra, explica o projecto Óptica Jumbo, lançado na semana passada em Alfragide.

Meios & Publicidade (M&P): Porque é que o grupo Auchan decidiu avançar com a marca Óptica Jumbo?

Gonçalo Gandra (GG): Por um lado, é uma aposta clara num conceito alargado de saúde, onde a visão se enquadra perfeitamente. Por outro, o grupo Auchan sempre se afirmou como um player inovador. Conceitos como o Cartão Jumbo e as caixas Quick Plus foram introduzidos em Portugal pelo Jumbo. A introdução desta área de negócio deve-se a esse espírito de inovação, que tem como propósito último melhorar a qualidade de serviço e facilitar o dia-a-dia dos nossos clientes.

M&P: Que posicionamento é que definiu para a marca?
GG: Iremos praticar os preços mais baixos do mercado, sempre com o objectivo de melhorar o poder de compra dos nossos clientes. Por outro lado, iremos implementar uma dinâmica promocional bastante activa, onde, mais uma vez, iremos sempre procurar criar valor para os nossos clientes.

M&P: Como é que vão convencer os consumidores a aderirem a uma rede de lojas com estas características?

GG: A Óptica Jumbo procura ir ao encontro das necessidades manifestadas pelos seus clientes. O grupo Auchan apostou de forma determinada na qualidade do diagnóstico e nas novas tecnologias. Com uma equipa de três optometristas acreditados pela APLO (Associação de Profissionais Licenciados em Optometria), os exames visuais são realizados com equipamentos de última geração. Presentes estão também equipamentos complementares de diagnóstico, que permitem analisar o comportamento visual e fazer uma avaliação digital dos dados técnicos de montagem das lentes oftálmicas, desenvolvidos pelo Instituto de Biomecânica de Valência e a multinacional INDO. O consumidor encontra as mais conceituadas marcas, destacando-se de entre as internacionais Emporio Armani, Gant, Guess, Tommy Hilfiger, Polaroid, Carrera, Carolina Herrera, Benetton e Benetton Kids, e as marcas nacionais Tenente, João Rolo, Ana Salazar e Quebramar. A Óptica Jumbo diferencia-se também pelo preço, que será o mais baixo do mercado.

M&P: Ao fim do primeiro ano de actividade, quantos clientes é que espera ter?

GG: Esse número vai depender da aceitação dos nossos clientes ao conceito Óptica Jumbo. É a primeira óptica em Portugal associada a um player da distribuição. No entanto, analisando os dados da primeira semana, não tenho dúvidas de que a aceitação vai ser muito boa.

M&P: Quanto é que esta unidade poderá estar a facturar no fim de 2009?

GG: Inaugurámos a loja em Alfragide no dia 21 de Março e a aceitação por parte dos clientes tem superado as expectativas, pelo que acreditamos que as vendas irão acompanhar essa tendência.

M&P: Acha que a marca Óptica Jumbo vai levar outros grupos de distribuições criem projectos semelhantes?

GG: A Óptica Jumbo é a mais recente aposta do grupo Auchan. Não comentamos os projectos das outras insígnias.

M&P: O grupo Auchan detém noutros países projectos com as características da Óptica Jumbo?

GG: Embora com características ligeiramente diferentes, esta área de negócio está presente em França, onde já existem 19 lojas e onde se prevê a abertura de mais 15 este ano, e em Itália.

M&P: Até 2010 pretendem ter lojas em todos os hipermercados Jumbo. Com que cadência vão decorrer as aberturas?

GG: Ainda durante o ano de 2008 pretendemos abrir, pelo menos, mais duas lojas. Posteriormente, iremos analisar cada localização, mantendo-se, de facto, o objectivo de estar presente em todos os hipermercados Jumbo até ao final de 2010.

M&P: Esta área acaba por ser um nicho, em comparação com a “grande distribuição”. A Auchan tem planos para avançar com mais projectos autónomos na área do retalho?

GG: O grupo Auchan está permanentemente a avaliar o mercado e a analisar as oportunidades.

Deixe aqui o seu comentário