Susana Veiga abre Best News

Por a 11 de Janeiro de 2008

A nova agência espera chegar a Março com seis clientesBest News é a nova agência de comunicação, agora apresentada ao mercado por Susana Veiga, que saiu no final de 2007 da BAN, para fundar este projecto. A agência pretende posicionar-se como "uma marca premium", o que é justificado pela antiga directora-geral da BAN pelo facto de "existirem muitas agências no mercado, mas poucas com um conceito de informação profissional".

Dessa forma, e apesar de começar agora a sua actividade, a Best News não será uma agência com serviços de baixo preço. "Queremos deixar a nossa marca na comunicação", afirma, explicando que "os nossos serviços não vão ser baratos porque vamos desenvolver um trabalho muito profissional, de modo a obter os melhores resultados para os nossos clientes".

A consultora, que será generalista, vai apostar, para já, nas áreas de gabinete de imprensa, comunicação de crise e produção editorial. A acompanhar a directora-geral nas operações, estarão Filipa Morais, que irá assumir o cargo de directora de contas, tal como na BAN, de onde saiu para acompanhar Susana Veiga, e Joana Borges, que transita da MediaHealth.

A identidade da empresa foi criada pela designer Vanda Henriques. Já em relação aos valores investidos, a directora-geral da Best News refere que "foram os mínimos para a criação de uma empresa". Quanto às expectativas de implementação da agência no mercado, a responsável adianta não ter ainda clientes contratualizados. Espera, no entanto, vir a ter até Março seis clientes em carteira, sendo que um dos cenários prováveis é que alguns deles estejam ligados à área da saúde, onde a consultora se especializou ao longo da sua carreira. Mesmo assim, considera que isso não será um obstáculo ao posicionamento generalista da agência. "Tenho-me especializado na área da saúde porém, quem está nesta área tem capacidade para fazer todo o tipo de comunicação. Para nós todas as áreas são apetecíveis e fazem parte do nosso core business", conclui. Ao longo da sua carreira, Susana Veiga já trabalhou, entre outras contas, o BCP, o Altis, a Abott, a Bayer, a Boutique dos Relógios e a Odisseias.

Em relação à saída da BAN, consultora de Armandino Geraldes, seis meses após a separação desta agência da Cunha Vaz & Associados, a consultora explica: "Acabou por não ser o que idealizei. Como tal, resolvi criar o meu próprio projecto".

Deixe aqui o seu comentário