CGD não se pronuncia sobre caso Scolari

Por a 14 de Setembro de 2007

A tentativa de agressão de Luiz Felipe Scolari ao jogador Dragutinovic no final do embate que opôs Portugal à Sérvia não mereceu até agora qualquer tomada de posição oficial por parte da Caixa Geral de Depósitos (CGD), empresa com a qual o actual seleccionador nacional mantém um contrato referente à cedência dos seus direitos de imagem.Questionada pelo M&P acerca da manutenção do vínculo contratual que une o seleccionador a esta instituição financeira até 2008, fonte oficial da CGD recusou-se a prestar quaisquer declarações.

Recorde-se que a actual ligação foi celebrada em 2006, na sequência da não renovação, por parte do BPN, do contrato que este banco mantinha até então com o treinador brasileiro.

Deixe aqui o seu comentário