A estratégia do SoundClash

Por a 14 de Setembro de 2007

Realiza-se hoje, no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, o Vodafone SoundClash!, que colocará artistas nacionais frente-a-frente, em dois palcos. “A ideia surgiu no enquadramento de pensarmos a presença da Vodafone na música para o ano de 2007”, explicou ao M&P Tiago Canas Mendes, director de planeamento estratégico da Action4, empresa do universo Ativism especializada em brand entertainment. “A Vodafone tipicamente apoia grandes eventos, como o Rock in Rio, e grandes grupos, como os The Gift. O que fizemos foi desenhar todo o conceito criativo de como é que a Vodafone poderia estar na música em 2007”, refere. Entre as presenças na música da Vodafone durante este ano estiveram os Concertos Flash, o Vodafone House Party e agora o concerto no Pavilhão Atlântico. Segundo Tiago Canas Mendes, a ideia base tem a ver com originalidade dos eventos, “como criar formatos diferenciadores para a Vodafone numa área, a da música, a que as marcas estão cada vez mais associadas.GNR, The Gift, Boss AC e Blasted Mechanism irão actuar e interagir em dois palcos colocados frente-a-frente. “As pessoas não vão ver quando entram, como tipicamente, um palco ao fundo. Vão ver dois palcos frente-a-frente”, explica. E acrescenta: “A ideia foi pensada para ser um produto televisivo. Temos um ringue a meio onde são anunciadas as bandas que vão tocando.” Após tocarem os temas próprios as bandas tocam o último tema da sua actuação em conjunto, provocando momentos de interacção entre os músicos e passando o concerto para a banda seguinte. A criatividade do evento, segundo Tiago Canas Mendes é da Vodafone e da Action4. O Vodafone SoundClash! será transmitido em directo na SIC Radical e no serviço Mobile TV da Vodafone.

Deixe aqui o seu comentário