Global Notícias chega em Setembro

Por a 27 de Julho de 2007

Global“Porque o prometido é devido” Joaquim Oliveira apresentou ontem ao mercado o há muito aguardado gratuito do grupo Controlinveste. Global Notícias é o nome do novo título do grupo, cujo lançamento está previsto para a primeira quinzena de Setembro. João Marcelino, director do Diário de Notícias, lidera um conselho editorial constituído pelos diversos directores dos meios do grupo, sendo a direcção-executiva do Global Notícias assegurada por Silva Pires, responsável dos suplementos e projectos especiais do grupo. O nome do título, bem como a fórmula de direcção encontrada, é sintomática da estrutura do gratuito em termos de conteúdos. Numa média de 24 páginas, como explicou João Marcelino, o título generalista irá reunir os contributos dos diversos meios do grupo, da imprensa, passando pela TSF e a Sport TV. Local, Portugal, internacional, sociedade, economia, desporto e lazer são as grandes áreas que constituem o jornal, sendo que os nomes finais das secções estão ainda a ser afinados até ao lançamento do jornal em Setembro. “É uma arquitectura original que reflecte o valor e qualidade do grupo”, sintetiza João Marcelino. Para garantir a articulação entre os diversos meios do grupo e o Global Notícias, um elemento do jornal estará destacado nas redacções, sendo que o número de pessoas que está directamente a trabalhar no gratuito não foi revelado. Quando questionado sobre esse tema, Silva Pires limitou-se a dizer “é pequena.”Laranja e amarelo (para as notícias que envolvem personalidades) foram a identidade cromática escolhida para o projecto gráfico assinado pela MyBrand. De segunda a sexta-feira (“nesta primeira fase ainda não vamos distribuir ao fim-de-semana”, afirma João Marcelino) serão distribuídos por Lisboa (incluí-se aqui a zona de Vila Franca Xira e Setúbal) 150 mil exemplares diários, nas principais entradas e saídas dos centros urbanos e em zonas de forte circulação de pessoas, como explicou Alexandre Nilo Fonseca, director-geral de marketing do grupo, adiantando que este será distribuído de manhã. A expansão do título em termos de distribuição está igualmente prevista. Porto? “Obviamente que sim”, responde Joaquim Oliveira, remetendo para 2008 essa extensão territorial do Global Notícias.

Conquistar leitores para os pagos

“Captar novos leitores para os jornais pagos” é um dos objectivos que este título gratuito visa alcançar, explica Hugo Correia Pires, administrador com o pelouro comercial do grupo. “Este jornal é como se fosse uma marca aberta para o que são os jornais pagos, representa um primeiro contacto com os conteúdos dos jornais que depois pode ser desenvolvido nos pagos”, clarifica o responsável. Conquistar novos anunciantes, “alargando o leque de soluções de publicidade e media criativa, mais agressiva” é outras das metas.

Todavia, Correia Pires, quando questionado pelo M&P sobre os objectivos comerciais e de conquista de novos leitores, não concretizou números. O investimento global realizado no título também foi uma questão que não ficou esclarecida. Quando instado a revelar os valores de investimento, Joaquim Oliveira limitou-se a afirmar que estão “dentro dos valores normais”.

O Global Notícias é o mais recente título a entrar no segmento dos gratuitos, recorde-se que, praticamente um mês antes da Controlinveste apresentar a sua aposta neste segmento, a Cofina surgiu no mercado com o Meia Hora, um título posicionado como de referência. Questionado pelo M&P se o surgimento do Meia Hora tinha impactado a estrutura do título agora apresentado, João Marcelino é contundente: “não alterou o projecto em nada.”

Deixe aqui o seu comentário