Quais as marcas de confiança dos portugueses?

Por a 27 de Fevereiro de 2007

Galp, TMN, Delta, Caixa Geral, Sagres, Continente e RTP estão entre as marcas em que os portugueses mais confiam, de acordo com o estudo anual Marcas de Confiança da responsabilidade das Selecções Reader's Digest.

No sector bancário, a Caixa Geral de Depósitos lidera as referências com 33%, enquanto o BPI (23%) ultrapassa o Millennium (19%). Entre os hiper e supermercados, o Continente está á frente (29% das respostas), enquanto o Jumbo fica nos 18% e o Modelo nos 17%. Na categoria cafés, a Delta subiu entre 2006 e 2007 dos 59% para os 63%, enquanto o concorrente Sical ficou nos 12%. Também de 2006 para 2007, a TMN desceu dos 52% para 47%, enquanto a Vodafone cresceu dos 32 para os 39%. A RTP recebe 42% das referências, entre os canais de televisão de confiança.

Já nas cervejas, regista-se a descida da Super Bock (44%), que ocupava a primeira posição em 2006, ultrapassada agora pela Sagres (46%). A Agência Abreu, com 62%, lidera na categoria agências de viagens. Já nos seguros, a Fidelidade (15,2%) passou a ser seguida de perto pela Axa (15%). Os CTT são considerados a marca de maior confiança na categoria correios, encomendas e expresso (90%).

Nos cereais de pequeno-almoço, a Nestlé (40%) ultrapassa a Kellogg's (22%). As categorias farinhas lácteas e chocolates foram ganhas, respectivamente, pela Cérelac (46%) e pela Nestlé (60%). Já o alimento de animal favorito é a marca Friskies, que obteve 33% dos votos. Nos vinhos de mesa, a Periquita fica á frente (17%) dos vinhos Borba (9%), do Monte Velho (9%) e do Esporão (7%). Para barrar o pão, os inquiridos escolhem Becel (48%).

No que se refere á higiene e beleza, a Nívea lidera na categoria cosmética (22%) e no ranking dos cuidados com a pele (37%). Já a Dove domina na categoria gel de banho (26%), enquanto que na categoria de cuidados com o cabelo, o protagonismo está com a Pantene (29%). Ao nível da coloração do cabelo, a L'Oreal surge no topo (36%).

Nos grandes electrodomésticos, a Míele vence com 17%, enquanto a Siemens fica com a segunda posição (13%). Já entre os detergentes, o Skip lidera (65%), ultrapassando o Ariel (10%) e o Persil (8%). A Mercedes-Benz lidera na categoria de automóveis (17%), mas a Toyota, que o ano passado se mantinha na quinta posição, alcança o segundo lugar com 14%. Na categoria de computadores pessoais a Hewlett Packard merece a confiança de 37%. A Canon (32%) é a preferida na área das máquinas fotográficas. Os telemóveis Nokia continuam a ser os preferidos (72%), muito longe da Siemens (10%). A Motorola regista 6%. Já o cartão Visa obtém um índice de 46% de confiança. Na categoria Companhias de Seguros de Saúde a Multicare (31%) ultrapassa a Medis (23%).

Este estudo foi realizado através de questionário postal enviado a assinantes da revista Selecções do Reader's Digest, que obteve 1228 respostas. As marcas de confiança são apuradas através de questionário escrito, de forma espontânea e sem qualquer sugestão de marca. A idade média das pessoas que responderam é de 47 anos. Ainda de acordo com o inquérito das Selecções, o que mais leva os consumidores portugueses a confiarem numa marca é a experiência pessoal com ela (86%), a boa relação preço/qualidade (85%) e a boa percepção que esta tem das necessidades do cliente (82%). Apenas 34% dos participantes afirmam que só confia numa marca se esta for muito conhecida.

Deixe aqui o seu comentário