Quem faz crescer o investimento publicitário

Por a 12 de Janeiro de 2007

A avaliar pela comparação relativa a 2005, foram poucos os sectores que registaram uma evolução negativa no investimento publicitário a preços de tabela, até Novembro de 2006

Oinvestimento publicitário a preços de tabela cresceu de Janeiro a Novembro de 2006 374 milhões de euros, quando comprado com o período homólogo de 2005, o que representa mais 11%. Dos sectores que registaram um maior crescimento percentual em publicidade, a Bolsa está em claro destaque com uma percentagem de crescimento na ordem dos 4500%. Um resultado que aparentemente está ligado á entrada em bolsa de novas empresas. No sector da electricidade, gás e água o investimento também registou um crescimento, situando-se num aumento na ordem dos 200%. Em termos de quebras, o sector dos produtos metálicos foi o que registou uma maior descida, apesar do pouco peso que o sector tem no total do mercado, com as empresas a reduzirem o seu orçamento publicitário em cerca de 50%. Na globalidade e como resultado acumulado de Janeiro a Novembro de 2006, as empresas portuguesas investiram em publicidade cerca de 3,7 mil milhões de euros.

Só no sector principal, a Alimentação, foram investidos 442 milhões de euros, a preços de tabela, mais 2,7% do que no período homólogo de 2005. Ocupando o segundo lugar da tabela de investimentos agregados a sectores surgem os Bancos e Outras Instituições Monetárias e Financeiras que, em 2006, registaram uma alocação de mais de 386 milhões de euros, montante 51,1% superior ao que tinha sido alocado no ano passado. A esta categoria segue-se o sector de Higiene Pessoal que registou um aumento de 14,8% no investimento publicitário.

Para além da Bolsa, o sector da Electricidade, Gás e Água foi o que mais contribuiu para o aumento do investimento publicitário em 2006. De 2005 para o ano que encerrou verificou-se um aumento de 205,6% no orçamento dedicado a publicidade. Embora com um número significativamente mais baixo, o sector da Comunicação Social também registou um aumento da presença nos espaços publicitários na ordem dos 84,2%, apresentando um valor acumulado até Novembro de 2006 de 40 milhões de euros. Ainda em posição de destaque surge a área dos Seguros, apresentando um crescimento de 64,1%, ou seja, um investimento de 55 milhões de euros em publicidade face aos 33 milhões de euros investidos em 2005.

Os dados sobre investimento agregado por sectores foram fornecidos, a pedido do Meios & Publicidade, pela Carat e têm como fonte a MediaMonitor

Deixe aqui o seu comentário