Experimenta acusa Câmara de Lisboa

Por a 30 de Janeiro de 2007

O cancelamento do subsídio de 500 mil euros que a Câmara Municipal de Lisboa (CML) deveria atribuir á Experimentadesign está na origem da suspensão do evento. Em conferência de imprensa, Guta Moura Guedes explicou que a edição de 2007 da bienal tinha um orçamento de 2,6 milhões de euros, sendo que 45% deste valor seria assegurado pela CML e pelo Ministério da Cultura. «No primeiro contacto com o professor Carmona Rodrigues tinha sido feita uma promessa muito clara de continuar a apoiar a Experimentadesign, e inclusivamente com protocolos programados para edições seguintes», adiantou a responsável, citada pela agência Lusa. Após uma «cronologia kafkiana, com várias tentativas para sermos recebidos e informações de diminuição gradual do apoio, acabámos por ser informados de que a Câmara não teria qualquer contribuição financeira disponível por motivos de conveniência e de oportunidade — e num contexto de contenção orçamental», descreveu Guta Moura Guedes. Em declarações á Lusa, Guta Moura Guedes afirmou ainda que descarta a realização da bienal em 2007, «mesmo que a CML volte atrás no que disse». A Experimentadesign deveria realizar-se entre os dias 12 de Setembro e 4 de Novembro.

Deixe aqui o seu comentário