Sete dias para nove filmes da Vodafone

Por a 16 de Dezembro de 2005

A Montaini foi a produtora escolhida pela JWT para a produção dos nove filmes de Natal da Vodafone. Segundo Luís Espírito Santo, “esta é seguramente a maior produção feita pela Vodafone em Portugal, se contarmos com todas as envolventes desde o tempo de produção, passando pelos ambientes de países, recriados”.

A campanha criada pela JWT afigurava-se á partida impossível de concretizar dentro dos prazos solicitados, segundo explicou Luís Espírito Santo. Os filmes foram rodados em sete dias em 14 decores diferentes. No total passaram-se 14 dias desde a aprovação do projecto até á entrega de “bobines de emissão”.

Para estes filmes de Natal foram usados 42 actores, sendo que alguns, para maior veracidade na acção, eram originários dos países recriados. Também os 408 figurantes foram escolhidos segundo as características etnográficas dos decores. Entre os locais escolhidos para a rodagem dos filmes estavam o Monocarril de Oeiras (para parecer o Metro de Tóquio), o Martim Moniz (Índia), os CTT de Cabo Ruivo (Correios da Lapónia) e o Hospital São Francisco Xavier (Highlands Hospital). Foi rodado material que, depois de montado, resultou em nove filmes distintos.

Os filmes foram realizados por Diamantino Ferreira e têm direcção de fotografia de André Szankowski. A produção envolveu uma equipa de 45 elementos, incluindo técnicos de efeitos especiais. Para a pós-produção de imagem houve três equipas de pós-produção a funcionar em simultâneo nos estúdios Montaini, Alcântara e FX. No som, a Índigo manteve durante cinco dias uma sala de produção e dois técnicos na construção das bandas sonoras, em simultâneo com o processo de off-line de imagem, para poder garantir a finalização a tempo.

Deixe aqui o seu comentário