Reino Unido atento ás crianças

Por a 21 de Novembro de 2005

A Advertising Standards Authority (ASA) ganhou uma batalha judicial no Reino Unido contra a Crazy Frog, empresa de 'venda' de downloads de toques e screensavers. Depois de fortes protestos públicos, especialmente de pais cujos filhos subscrevem estes serviços, a ASA proibiu os anúncios em horários de protecção aos menores.

O Reino Unido poderá também vir a proibir brevemente a utilização de desenhos animados e figuras públicas na publicidade a alimentos para crianças. Segundo o Brand Republic, o departamento de saúde inglês acredita que estas personagens não deveriam ser usadas para convencer ou promover produtos ricos em gorduras, sal ou açúcar.

Se a lei for avante as marcas enfrentarão grandes problemas já que frequentemente promovem os seus produtos oferecendo bonecos dos últimos êxitos de bilheteira. E já que se fala nisso, consegue imaginar a Kellogg’s sem o tigre Tony?

Deixe aqui o seu comentário