Unicer investe 130 mil euros na Caféeira

Por a 11 de Junho de 2004

Ogrupo Unicer investiu 130 mil euros no relançamento da marca Caféeira – A Companhia do Café, visando o seu reposicionamento no mercado dos cafés em Portugal, revelou em Vila Nova de Gaia um responsável da empresa.

Em conferência de imprensa, António Jorge, director-adjunto de Marketing para cafés, escusou-se, contudo, a adiantar previsões de resultados para este ano, referindo apenas que o negócio dos cafés representa, actualmente, 1 por cento da facturação global da Unicer. “É que – justificou – os objectivos comerciais da Unicer para a Caféeira são sobretudo qualitativos e por isso investimos na prestação e na qualidade dos serviços prestados aos consumidores e aos retalhistas em detrimento de resultados mais quantitativos”.

O relançamento da marca “Caféeira” passa por uma mudança ao nível da identidade visual, nomeadamente no design do logotipo, das embalagens e dos materiais de serviço (chávenas, pires, porta- guardanapos, paletines). De acordo com António Jorge, a Unicer definiu uma estratégia de posicionamento no mercado que passa pela distribuição nos dois canais em que a marca opera. No canal Horeca (hotelaria, restauração e cafetaria) apresenta- se com quatro diferentes tipologias de café, com os lotes “Geração Especial Sabor”, “Casa Chinesa Requintado”, “Tradicional Cremoso” e “Expresso Forte”.

Para o canal alimentar a Caféeira disponibiliza o “Marquês Clássico” e lança o “1866 Original”, a única variedade totalmente nova no que respeita á composição, dirigido para o consumo no lar e cuja campanha assenta no transporte das origens da marca, que remontam a 1866, para os dias de hoje.

Segundo os dados da empresa, são produzidas anualmente 31 mil toneladas de café torrado em Portugal, estando o mercado estagnado desde 1999. O canal Horeca vale 64 por cento do mercado e tem maior peso na Unicer relativamente ao mercado alimentar.

Presente no mercado português desde 1866, A “Caféeira” foi totalmente adquirida pela Unicer em 2002, posicionando-se num segmento de mercado tradicional e de preço médio do café torrado. Lusa

Deixe aqui o seu comentário