Jorge Magalhães

Por a 28 de Maio de 2004

Esteve na Emirec durante nove anos, onde trabalhou contas como a BP, a Unicer, a Colgate
e a JCDecaux. Agora é o responsável de relações com a imprensa da Peugeot Portugal
Jorge Magalhães, responsável de relações com a imprensa na Peugeot Portugal

Maria João Lima

Jorge Magalhães começou a sua carreira em Janeiro de 1995 como Account, na Emirec Comunicação. Tinha então 22 anos. “Todo o meu percurso profissional, até Março de 2004, foi na Emirec, onde fiz toda a minha evolução até assumir a Direcção de Comunicação, em 2001. No início, fui assumindo rapidamente a responsabilidade por vários clientes, até chegar o desafio de coordenar pessoas, o que aconteceu cerca de 3 anos depois de entrar. Posteriormente, em Outubro de 2001, fui convidado para desempenhar a função de Director de Comunicação da Emirec”, explica.

Licenciado em Relações Públicas pela Escola Superior de Comunicação Social, Jorge Magalhães é um daqueles sortudos que aos 31 pode dizer “tive vários projectos de grande gozo profissional”. Contudo na opinião de Jorge Magalhães o maior desafio e o mais interessante na Consultoria em Comunicação e Imagem das organizações é o trabalho permanente que se desenvolve todos os anos, ao longo de vários anos, em prol da boa imagem das empresas. “O grande desafio dos consultores é ter uma longa soma de todos esses projectos, dentro de uma empresa”, explica. Este profissional trabalhou, durante longos anos com empresas como a BP, a UNICER, a Colgate, a JCDecaux, e mais recentemente com a Accor Amorim, a Alstom, a PRP, “para as quais foi possível desenvolver esse trabalho ao estilo maratona”.

Jorge Magalhães trabalhou sete anos com a BP que descreve como “uma excelente companhia, que deu sempre grande prazer e com a qual evoluí muito”. Aliás, um dos projectos que mais o marcou está relacionado com essa empresa. A comunicação da joint venture entre a BP e a Mobil foi um enorme desafio, a nível internacional, para todos os envolvidos. Este projecto foi, face á dimensão de Portugal, “pilotado” em grande medida pela Emirec e pelas duas empresas em Portugal.

Outro dos marcos do percurso profissional de Jorge Magalhães tem a ver com a área de comunicação de crise: “Toda a minha actividade na área da gestão e comunicação de crises é muito aliciante para mim.” Jorge defende que esta é uma área fundamental para todas as organizações.

Mudar de lado

A saída da Emirec não teve a ver com cansaço de fazer a ponte entre o cliente e os jornalistas. “Até porque quando se está do lado da empresa, isto é, do cliente, os dados da equação são os mesmos: continuamos a trabalhar comunicação e imagem”, explica. Quer se esteja num ou noutro lado, “este mundo da comunicação é fascinante e constitui, mais do que nunca, uma ferramenta de gestão imprescindível para as organizações”.

Como consultor na Emirec, Jorge Magalhães trabalhou cerca de uma vintena de clientes, cada um de um sector, o que representa uma enorme variedade de conhecimentos, de áreas de actuação e mesmo de abordagens diferentes do mundo da comunicação. Jorge explica a mudança: “Foi um trabalho muito aliciante, mas agora queria ter a experiência do outro lado. Poderia eventualmente ter optado por formar uma nova agência de comunicação, mas quis desenvolver um trabalho no interior de uma empresa, de preferência internacional”.

Daí que se tenha mudado de armas e bagagens para a Peugeot, desde Março deste ano. Jorge Magalhães considera que até agora, a curta experiência de estar do lado do cliente tem sido muito gratificante. “Em grande medida, quando se está numa boa empresa, respeitada pelos clientes, pelo mercado, e que aborda de forma tão profissional a sua actividade e a sua imagem como é o caso da Peugeot, já temos meio caminho andado”, explica.

Mas a vida de Jorge não gira apenas em torno de empresas e comunicação. Aliás hobbies é coisa que não lhe falta: á cabeça está a fotografia, viagens e desporto automóvel. Alem disso é um natural devorador de livros, joga ténis e não resiste a uma boa gastronomia. A mais recente paixão são os vinhos.

[email protected]

Deixe aqui o seu comentário