Imaginato lança 25 Rãs

Por a 5 de Julho de 2002

A agência de publicidade originária da Cidade Invicta apresenta ao mercado um novo conceito: o marketing anfíbio. Objectivo? Construir o briefing com o cliente

A agência de publicidade Imaginato, actualmente com escritórios no Porto e em Madrid, lançou esta semana uma nova empresa: a 25 Rãs. Esta nova estrutura coincide com a apresentação ao mercado ibérico de um conceito inovador para área da comunicação: o marketing anfíbio, ou seja, a comunhão total entre a agência e as necessidades reais das marcas.

O método da empresa baseia-se, segundo Artur Mendes, um dos mentores do nova unidade, no facto «da 25 Rãs não receber briefings de comunicação, mas de construir os briefings com os seus clientes».

Este conceito reside num trabalho desenvolvido em todos os terrenos do marketing, sem efectuar distinções entre os vários princípios que influenciam a construção de uma marca. Outra das inovações deste método é a presença diária de elementos da 25 Rãs na estrutura interna dos seus clientes com o objectivo de conhecer ao

pormenor as suas necessidades diárias e reais.

A nova estrutura surge como consequência da fusão entre a Imaginato e a consultora espanhola Tactical Consulting. Assim, a empresa terá duas unidades que funcionarão com os mesmos métodos, a mesma identidade e em intercâmbio entre as suas equipas.

A estrutura 25 Rãs, que tem como base a flexibilidade de trabalho e

o facto de não acreditar em hierarquias, já iniciou a sua actividade nos dois mercados, bem como já detém uma forte carteira de clientes.

Em Portugal, a empresa já implementou o seu «método anfíbio» em três clientes: Vobis, Modelo Bonjour e Siebel. Em Espanha, a 25 Ranas tem no seu portfólio marcas como a operadora Amena, a rede The Phone House, a Warner Bros, a Coca Cola e a Pepe Jeans, entre outras.

A par deste lançamento, a Imaginato também será alvo de restruturação interna. A partir de Setembro, a empresa irá absorver todo o negócio de media e passa a adoptar a denominação Imaginato Media.

Deixe aqui o seu comentário