Uma nova estratégia

Por a 12 de Abril de 2002

SIC Sempre Gold é a nova designação do canal de reposições da família SIC. A aposta em séries estrangeiras é a grande novidade

Quem sintonizar a SIC Sempre Gold — nova designação da SIC Gold, a partir de 29 de Abril — vai encontrar um novo canal. Séries como Falcon Crest, Alf, Fame ou Raízes (as duas primeiras diariamente e as outras duas semanalmente, a partir dessa semana) ou Love Boat, Dallas ou Uma Casa na Pradaria (ainda em negociações) vão ser apostas fortes no reposicionamento da SIC Gold, que inclui um novo logótipo.

«O principal objectivo é alargar a audiência ao âmbito familiar, descendo o target até aos 35 anos. Para isso vamos transmitir séries estrangeiras, legendadas, que marcaram uma época na televisão portuguesa, de modo a cativar um público que não está interessado nas reposições que temos feito até aqui, por serem na sua maioria destinadas a um target mais velho», explicou o director da SIC Sempre Gold, Francisco Penim. Tendo em conta esta opção, muitos dos programas serão reposições da RTP, única estação á data da sua transmissão original.

Para quem encontre aqui alguns pontos de contacto com a filosofia

da SIC Radical, que regularmente tem reposto alguns produtos de cul-to — como Twilight Zone ou Outer Limits — Francisco Penim não es-conde as semelhanças: «Quase se poderia dizer que a SIC Sempre Gold começa onde termina a SIC Radical, porque são produtos que interessam a outro escalão etário.»

Francisco Penim fala ainda da relação afectiva a que esta nova estra-tégia apela: «Quando estas séries forem para o ar muitos vão dar-se conta de que já não encontram nelas o encanto de outrora. São produtos datados, e é necessário um certo “clique” para os ver de novo.»

Para quem questione o porquê da ausência de títulos da RTP — nenhum canal desta natureza desdenharia ter em antena criações como Zip Zip

ou A Visita da Cornélia —, Francisco Penin justifica-se com uma opção estratégica: «Não seria nada bom estar a admitir que a RTP tem programas tão bons que até são repetidos na SIC». De qualquer modo, numa altura em que a TVI planeia um canal de séries e a RTP a sua aposta Vintage, só se pode dizer que a SIC conquistou o seu lugar na pole position deste reviver o passado… frente ao ecrã.

Deixe aqui o seu comentário