Ano novo, novos desafios

Por a 4 de Janeiro de 2002

A Comarca de Arganil festejou esta semana 101 anos de existência. Apesar dos grandes desafios, promete continuar a marcar presença

Festejar o aniversário no primeiro dia do ano é, sem dúvida, motivo para redobrado regozijo. É o caso de A Comarca de Arganil, que completou 101 anos de vida. O seu director, Jorge Costa Pereira, não esconde que «o próximo ano deverá ser difícil e o grande desafio é mantermo-nos como bissemanário. Mas cá estaremos para enfrentar as dificuldades…».

Na génese deste título está a perseverança de Eugénio Moreira (avõ do actual director) e já em 1926 o jornal dava que falar, ao adquirir uma rotativa, algo pouco acessível a um título de âmbito regional. Um ano depois passava á condição de bissemanário, com José Castanheira Nunes a assumir a gestão do jornal, com a direcção editorial de António Lopes da Costa. «No dia em que comemorámos 50 anos passámos a trissemanário e a direcção foi assumida por João Castanheira Nunes, até 1981, quando veio a falecer.»

A Comarca de Arganil — que conta hoje com cerca de 5500 assinantes e tem periodicidade bissemanal — é propriedade da empresa com o mesmo nome. «A empresa emprega 23 pessoas e é responsável pelo jornal, por uma tipografia, e por uma papelaria/livraria», explica-nos José Costa Pereira.

Apesar de somente há um ano ter “mergulhado” no mundo do jornalismo, uma vez que toda a sua carreira profissional foi desenvolvida como bancário, José Costa Pereira promete continuar a senda do seu antepassado: «Com todas as alterações que têm sido introduzidas na Lei do Porte Pago, vejo com alguma preocupação a manutenção da actual periodicidade.» Mas é com um grito de esperança que termina o editorial deste número comemorativo: «Apesar da sua avançada idade “A Comarca de Arganil” recusa-se a morer ás mãos de um qualquer algoz e de qualquer modo.

Por isso neste aniversário não quer apagar velas. Quer é acendê-las no intuito de iluminar alguns espíritos e também o caminho honrado que quer continuar a trilhar.»

Deixe aqui o seu comentário