Melhor serviço ao anunciante

Por a 24 de Agosto de 2001

Fernando Cruz, novo director comercial da SIC, revela os segredos da redução dos espaços publicitários

Ainda se nota o sotaque do Português de Vera Cruz em Fernando Cruz. Este homem é o novo director comercial da Socie-dade Independente de Comunicação (SIC), desde 1 de Junho, e foi responsável, nos derradeiros cinco anos, por idêntico departamento da Unilever. Após dois anos e meio no Brasil, onde se encarregou da promoção dos produtos Iglo/Olá, Fernando Cruz regressou a Portugal pela mão de José Bastos e Silva, actual director-geral das áreas de marketing e vendas do canal de Carnaxide.

Fernando Cruz assume como objectivo prioritário «reprojectar

a SIC. O canal passou por um período completamente normal mas, no segundo semestre, temos como alvo manter o market-share», revela o director-comercial da estação de Carnaxide.

Sabendo-se que a SIC facturou 16 milhões de contos nos seis meses iniciais do presente ano de 2001, Fernando Cruz admite que

a empresa «está muito dependente do crescimento do mercado», mas deixa escapar que pretende ver um numeral «superior, na ordem dos

5%», na alínea da facturação referente ao segundo semestre.

A recente iniciativa de reduzir os blocos de publicidade — a SIC perde 15 horas de publicidade por mês e passa a ter de 20 a 25 intervalos entre as 8.00 e as 2.30 horas — é vista como «um regresso a uma estratégia» que a estação já adoptou noutros tempos e defende-se sem problemas: «A SIC apresentou sempre espaços publicitários mais moderados em relação á média do mercado. A nossa ideia — pois foi uma tomada de posição conjunta — ao reduzir os espaços publicitários passa, essencialmente, por oferecer um melhor serviço ao anunciante.»

Questionado sobre uma nova mudança de estratégia, Fernando Cruz, notoriamente apaixonado pelo seu novo desafio, desfaz dúvidas temporárias: «Não temos previsto voltar a aumentar os blocos publicitários a breve trecho.»

Deixe aqui o seu comentário