Ecos das nossas vidas

Por a 24 de Agosto de 2001

Nasceu na Guarda a Rádio Clube de Meda. Uma voz que se quer “da terra”, difundida pelo ar Uma rádio generalista, embora com uma enorme preocupação com o património, as questões culturais em geral e o debate de ideias, tendo sempre presente a nossa região e as suas necessidades.» É desta forma que Maia Caetano, director da Rádio Clube de Meda, define este novo projecto, nascido no distrito da Guarda. As emissões começaram na passada semana e são difundidas em 96.6 FM. Para vencer este desafio foi constituída a Rádio Clube de Meda, Limitada, uma sociedade por quotas que alia esta aposta no éter á edição do jornal Terras de Meda.

A rádio tenciona «encontrar o seu próprio caminho», pelo que

a programação será sobretudo orientada «para os problemas e questões mais pertinentes da zona», afirma Maia Caetano, explicando que «vai haver alguns colaboradores, especialmente ao nível de crónicas, visto que é algo que não implica a presença em estúdio durante a duração de um programa inteiro». O funcionamento regular da estação é assegurado por uma redacção fixa composta por três jornalistas, coordenados por António Vilela.

As emissões contarão com ligações em cadeia á Rádio Renascença e Rádio F (da Guarda). Maia Caetano espera que «em Outubro já esteja no ar toda a programação prevista», o que significará uma programação autónoma entre as 7 e as 22 horas e na qual pontuarão programas como Ronda do Folclore, Ao Serão ou Sol na Eira Chuva

no Nabal. Uma rádio portuguesa… com certeza.

Deixe aqui o seu comentário