Afectividade triunfa

Por a 29 de Junho de 2001

Esta semana, a campanha que demonstrou reunir o agrado dos

inquiridos pela Consulmark foi “Madrugada fora”, do Óleo Fula,

que alcançou 30,3% de respostas como sendo a preferida, enquanto

10,6% afirmaram que este foi o filme publicitário de que menos

gostaram. Em segundo lugar posicionou-se o anúncio do Bacalhau

Ribeiralves, com 25,8% das preferências expressas, face a 15,2% de

respostas contrárias. O filme menos votado foi o do Suzuki Wagon

que, embora não tenha recebido nenhuma resposta citando-o como o

menos preferido, apenas foi referido por 1,5% dos telespectadores

interrogados como sendo o seu preferido. Refira-se, como

curiosidade, que o Iglo 4 Salti reuniu o mesmo volume de respostas

positivas e negativas: 6,1% dos que responderam ao inquérito.

Este filme surge na sequência da campanha de há dois anos, “Fula por

tudo e por nada”. O que se pretende é fazer passar a

mensagem «daquilo que o Fula deverá ser no seu cerne: um amigo da

família, em geral, e da dona de casa, em especial.», explica-nos

Miguel Vasco, business manager da Sovena. Os valores emocionais

também fazem parte desta estratégia, acentuados pela presença da

grávida: «Os desejos durante a gravidez com os quais esta personagem

se confronta são algo com que as mulheres se identificam. Mesmo as

que nunca estiveram grávidas sabem, decerto, histórias divertidas

sobre o assunto», acrescenta, salientando que «a marca Fula é 100%

portuguesa e, ao longo dos seus 30 anos de existência, sempre foi

muito activa em termos de comunicação».

O filme foi rodado «em apenas um dia de filmagens, com o recurso a

dois décors-base; um quarto e uma cozinha. A rapidez ficou a dever-

se, em grande parte, ao trabalho dos actores — Sofia Leite e João

Reis», explica João Egreja, produtor do trabalho.

O facto de a actriz estar grávida é considerado por João Egreja

como «uma feliz coincidência. É natural que uma mulher nestas

condições sinta com mais intensidade este papel». E, como a parte da

cozinha foi a última a ser filmada, Sofia Leite «ainda teve

oportunidade de dormir uma soneca». Quanto ao mobiliário presente em

cena, houve também algumas preocupações: «O objectivo fundamental

era transmitir a ideia de um casal jovem mas não demasiado

sofisticado. Tínhamos que nos lembrar que quando se monta uma casa,

apesar de escolhermos as mobílias, há sempre algo que herdamos, que

sai da linha geral das coisas escolhidas. Se não, o cenário ia

parecer uma montra de uma loja de mobílias», conclui João Egreja.

Deixe aqui o seu comentário