INTERACT – Estar entre as 20 primeiras em 2001

Por a 9 de Março de 2001

«Sorte, que em negócios significa sobretudo trabalho da nossa parte e confiança da parte dos nossos clientes», é a razão apontada por Rodrigo Silva Gomes, director-geral da Interact, para a subida de 11 posições no ranking Sabatina. Outro dos factores que influenciaram o crescimento foi o trabalho desenvolvido durante os últimos anos, nomeadamente «o redimensionamento da Interact, através da reorganização e estruturação da agência, de forma a conseguir responder melhor e a mais clientes. Foram igualmente contratados nove novos profissionais, assim como renovado todo o parque informático».

A agência subiu da 34º para a 23ª posição, o equivalente a um aumento do investimento na ordem dos 2,38 milhões de contos. Apesar da subida significativa, o responsável pela Interact refere que gostava «de ter terminado em 20º, objectivo esse que a agência define para 2001. Se o tivesse atingido logo em 2000 teria sido “ouro sobre azul”. Sei, no entanto, que o mais difícil é manter a tendência de subida ou tão somente manter o 23º lugar».

O reconhecimento e confiança por parte dos actuais clientes, entre os quais Rodrigo Silva Gomes destaca «a TMN, que trabalha com a agência há sete anos, permitiram a entrada de novos clientes, onde se contam a Allianz, Intel, Águas de Penacova, Starkids, grupo Sorel, Solvay, J. Marques Agostinho, Instituto Português da Juventude e Banif». Em termos de importância para a Interact, o director-geral destaca «a TMN e a Allianz, uma vez que foram os clientes que mais visibilidade trouxeram á agência pelos fortes investimentos realizados em media».

Em relação á evolução do mercado nacional, Rodrigo Silva Gomes prevê «uma estabilização ou crescimento moderado do investimento publicitário como resultado do abrandamento da economia em geral. Qualitativamente, e como consequência do acima referido, mais e melhor criatividade». Como tal, o director-geral da Interact traça como objectivo para este ano «a consolidação da posição e imagem conquistadas ao longo do ano 2000, ultrapassando idealmente a “meta” do 20º lugar do ranking Sabatina e centrada no desenvolvimento sustentado do nosso core-business: publicidade e marketing directo».

Por outro lado, além da manutenção dos actuais clientes, é também objectivo da agência, segundo Rodrigo Silva Gomes, «continuar a “cruzada” pela conquista de novos negócios, cuja consequência directa é o alargamento do leque de mercados e produtos trabalhados».

Deixe aqui o seu comentário