Novidades na Nova Expressão

Por a 12 de Janeiro de 2001

São muitas as novidades que a Nova Expressão apresenta no início de 2001, com destaque para a nomeação de Pedro Loureiro para o cargo de director-geral

Pedro Loureiro, que até ao momento ocupava o lugar de director de contacto, é a partir de agora o novo director-geral da agência de meios Nova Expressão, substituindo Pedro Baltazar no cargo. O antigo director-geral passa a exercer apenas as funções de administrador. Este decisão teve como objectivo «libertar Pedro Baltazar para outras funções, nomeadamente na área dos contactos», garante Pedro Loureiro.

Esta não foi, no entanto, a única novidade introduzida. Desde o início de Janeiro que a agência conta com um novo coordenador do grupo de media. Filipe Teotónio Pereira transita do grupo Publicis, onde, após ter passado pelo planeamento estratégico, integrava a equipa de contacto da Teleweb e, posteriormente, da Renault.

A passagem de sociedade por quotas para sociedade anónima foi outra das mudanças introduzidas no início deste ano. Segundo Pedro Loureiro, a decisão pretendeu dar «mais flexibilidade á empresa». Quanto á possibilidade de, no futuro, poder haver uma entrada de capital, o novo director-geral afirma que «não existe qualquer situação prevista, o que também não quer dizer que não possa acontecer qualquer coisa. Mas, definitivamente, não foi esse o leit-motiv da mudança, que muito mais a ver com o nível de facturação que tem vindo a ser obtido».

Nova imagem em 2001

O início do ano fica ainda marcado pela apresentação da nova imagem da agência, facto que resulta de «todas as mudanças introduzidas, assim como do reforço do posicionamento», destaca Pedro Loureiro. A nova imagem, desenvolvida por Pedro Mascarenhas, antigo director de arte da Hachette Filipacchi e também responsável pela primeira identidade, pretende reforçar o posicionamento da agência. «A Nova Expressão é uma agência de meios independente. Os nossos clientes estão connosco porque querem estar connosco e não porque pertencemos a um grande grupo», destaca o responsável.

Pedro Loureiro refere ainda que «todas as mudanças foram programadas para acontecerem em simultâneo e foram resultado do crescimento verificado nos dois últimos anos». Os objectivos a alcançar este ano passam, na opinião de Pedro Loureiro, «pela manutenção dos níveis de crescimento em 30%, crescimento esse devido sobretudo á entrada de novos clientes». No rol dos projectos estão ainda a contratação de mais dois profissionais e a disponibilização, dentro de três meses, do site da agência.

Deixe aqui o seu comentário