“Truman Show” á portuguesa

Por a 24 de Março de 2000

O especialista do grupo McCann, Jim Kyte, veio a Portugal falar das modernas técnicas do research em media

Excertos do filme “Truman Show” numa apresentação sobre research pode parecer despropositado, mas foi assim que Jim Kyte, director of global research da McCann-Erickson, demonstrou que, para haver eficiência em publicidade, há que saber tudo sobre os hábitos dos consumidores. Nessa prespectiva, a Universal McCann lançou também em Portugal a Media in Mind, uma ferramenta que pretende fornecer o máximo de informação sobre comportamento e atitudes. Os primeiros dados nacionais indicam que o grande pico no consumo de televisão se fixa entre as 21 e as 22 horas, sendo os possuidores de telemóveis menos fiéis á televisão que o total de adultos. Em relação ao consumo de rádio, os maiores picos acontecem entre as 11 e as 11:30 e entre as 15 e as 17:30 horas. Em rádio, os valores relativos aos possuidores de telemóvel são superiores ao total de consumidores adultos. Os períodos em que, durante a semana, os portugueses mais se dedicam ás compras vão das 10 ás 11 e das 15:30 ás 17:30 horas. Cruzando estes dados com a oscilação do estado de humor ao longo do dia, o estudo dá conta que os momentos de relaxe decrescem a partir das seis da manhã até ao meio-dia, ponto em que a tensão assola a maioria dos consumidores. O stress estende-se até cerca das 19 horas, decrescendo até á meia-noite. Dos consumidores que sofrem de stress entre as 16:30 e as 17:30 horas, 38% consomem televisão, 29% outdoor, 26% rádio, 4% jornais e 3% revistas. Estas são conclusões de um estudo que dá outras informações como o tempo de contacto de mulheres com a televisão e a internet. Há ainda cruzamentos de dados nacionais e europeus, o que é útil em planeamentos globais.

Deixe aqui o seu comentário